Política

Vereadores criam frente para auxiliar Executivo na negociação de pagamento dos servidores de Dourados

Com o objetivo de encontrar soluções conjuntas para que o salário de dezembro dos funcionários públicos, com remuneração acima de R$ 4,5 mil mensais, sejam quitados, foi criada uma nova Frente Parlamentar em Dourados. O grupo de trabalho do legislativo é composto pelos vereadores Lia Nogueira (presidente), Marcelo Mourão (vice-presidente), Fábio Luís, Daniela Hall e […]

Marcos Morandi Publicado em 26/01/2021, às 09h21 - Atualizado às 09h36

Alan Guedes e Laudir Munaretto, durante encontro em Dourados.(Foto: Marcos Morandi)
Alan Guedes e Laudir Munaretto, durante encontro em Dourados.(Foto: Marcos Morandi) - Alan Guedes e Laudir Munaretto, durante encontro em Dourados.(Foto: Marcos Morandi)

Com o objetivo de encontrar soluções conjuntas para que o salário de dezembro dos funcionários públicos, com remuneração acima de R$ 4,5 mil mensais, sejam quitados, foi criada uma nova Frente Parlamentar em Dourados. O grupo de trabalho do legislativo é composto pelos vereadores Lia Nogueira (presidente), Marcelo Mourão (vice-presidente), Fábio Luís, Daniela Hall e Márcio Pudim.

A vereadora Lia Nogueira (PP), que também ocupa o cargo de 2ª secretária da Mesa-Diretora da Câmara, afirmou que a criação da frente parlamentar é uma demonstração de respeito e atenção ao servidor público.

“O servidor trabalha duro e merece receber seus salários em dia. Temos a real noção das dificuldades financeiras enfrentadas pela prefeitura neste início de gestão e, por isso, estaremos juntos para buscar as alternativas necessárias para que Dourados se reorganize e construa uma nova realidade”, disse a parlamentar.

Segundo Lia Nogueira, que também é jornalista, o papel do Legislativo é importante nestes momentos críticos e que, além de fiscalizar com responsabilidade, a Câmara precisa trabalhar com criatividade para buscar novos caminhos para Dourados.

Já o presidente da Câmara, Laudir Munaretto (MDB), considera que o ‘arrocho’ financeiro enfrentado pelo poder Executivo tem sido motivo de grande preocupação para todos os 19 vereadores de Dourados.

“A harmonia entre o Legislativo e o Executivo é de fundamental importância para o desenvolvimento de Dourados, principalmente nestes momentos de dificuldade e de reorganização da máquina pública”, disse Munaretto, ressaltando que “o prefeito Alan tem se mostrado sensível à iniciativa da Câmara”.

Jornal Midiamax