Política

TSE confirma decisão que elegeu Delei e tirou Dharleng da Câmara de Campo Grande

Ministro Mauro Campbell Marques negou seguimento a recursos especiais da ex-vereadora e do MDB

Jones Mário Publicado em 12/04/2021, às 15h17

Delei Pinheiro e Dharleng Campos
Delei Pinheiro e Dharleng Campos - Izaias Medeiros/CMCG

O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Mauro Campbell Marques negou os recursos especiais da ex-vereadora Dharleng Campos e de seu partido, o MDB, contra a decisão que confirmou a eleição de Delei Pinheiro (PSD) à Câmara Municipal de Campo Grande.

Dharleng recorre para reverter sentença do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) e, assim, voltar à Casa de Leis. Em dezembro passado, o tribunal reformou decisão anterior para aceitar o registro de candidatura de Pinheiro, negado em primeira instância porque ele faltou ao recadastramento biométrico de 2018.

A reviravolta validou os votos do candidato do PSD e provocou uma retotalização do resultado das eleições, que culminou na sua eleição, diplomação e posse. Com isso, Dharleng Campos perdeu sua vaga.

Relator das apelações no TSE, Campbell Marques acompanhou parecer do Ministério Público Eleitoral e afastou todas as alegações das defesas de Dharleng e do MDB. A decisão em que o ministro negou seguimento aos recursos especiais é do último dia 7.

Delei fez 3.850 votos nas eleições de 15 de novembro. Já Dharleng Campos seria a vereadora eleita com menor desempenho, 1.782 votos, até o TRE-MS reformar decisão e deferir a candidatura do adversário.

Jornal Midiamax