Política

Povo quer que eu seja candidato, diz André Puccinelli sobre eleições de 2022

O ex-governador confirmou ter conversado com grupos políticos sobre a campanha eleitoral

Renata Volpe Publicado em 16/06/2021, às 16h36

André Puccinelli, ex-governador  de MS
André Puccinelli, ex-governador de MS - Arquivo, Midiamax

“O povo quer que eu seja candidato”. A fala é do ex-governador André Puccinelli (MDB) sobre as eleições ao Governo de Mato Grosso do Sul, de 2022.

O ex-governador afirmou que o momento é de salvar vidas, disse se referindo à pandemia da Covid-19. “Vamos cuidar de pandemia, salvar vidas”.

Ainda sobre o assunto, Puccinelli afirmou que a prefeitura e governo estão brincando. “Estão sendo tomadas medidas extemporâneas que não estão dando certo. Nesse momento tinha que se falar em saúde, cuidar da pandemia".

Sobre as eleições, ele disse ao Jornal Midiamax sobre a vontade da população. “O povo quer que eu seja candidato, não sou eu que quero ser”. 

O acórdão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que manteve André Puccinelli réu na Operação Coffee Break não seria um impeditivo, já que o ex-governador não foi condenado.

Questionado se tem conversado com outros líderes políticos sobre a campanha que se aproxima, Puccinelli diz que sim. “Tenho conversado com muita gente, com a Rose Modesto, Tereza Cristina, Luiz Henrique Mandetta, vou conversar com o Zeca do PT, com Reinaldo Azambuja, Ricardo Ayache. O Marquinhos Trad falou que quer conversar comigo e vou atendê-lo”.

Na campanha de 2020, o partido de Puccinelli lançou como candidato a prefeito de Campo Grande, o deputado estadual Marcio Fernandes. 

Em 2018, o MDB disputou as eleições ao governo com o ex-deputado estadual Junior Mochi.

Jornal Midiamax