Política

Fonplata autoriza pedido de empréstimo de 40 milhões de dólares para Dourados

Aprovação foi anunciada pela líder do prefeito Alan Guedes (PP), vereadora Daniela Hall (PSD), durante a sessão desta quarta-feira (27)

Marcos Morandi Publicado em 27/10/2021, às 17h39

Cidade vai receber investimentos Banco Multilateral de Desenvolvimento, que é formado por cinco países da América Latina
Cidade vai receber investimentos Banco Multilateral de Desenvolvimento, que é formado por cinco países da América Latina - Paulo Takarada

A Prefeitura de Dourados já conseguiu o sinal verde do empréstimo US$ 40 milhões de dólares formalizado ao Fonplata (Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata). O anuncio foi feito pela vereadora Daniela Hall (PSD), líder do prefeito Alan Guedes (PP) na Câmara Municipal, durante sessão desta quarta-feira (27).

“Quero trazer a notícia muito esperada por nós vereadores e principalmente pelo Executivo Municipal que foi a aprovação do Fonplata daquela autorização que nós fizemos. Houve também o aval do Cofies, que é o Conselho do Ministério da Economia, explicou a líder do prefeito.

Durante participação remota na sessão desta quarta-feira, Hall ressaltou que segundo informações do secretário de Governo, Henrique Sartori, a parte mais difícil dos trâmites, que poderia dificultar a autorização do pedido da Prefeitura de Dourados já foi ultrapassada.

“Esse investimento chega em boa hora e traz também um pouco de alivio. A gente sabe das dificuldades e dos desafios que estamos passando e que precisamos enfrentar. E estamos fazendo isso de cabeça erguida. Vamos vencer”, ponderou a parlamentar.

“Nunca na história de Dourados nós tivemos investimentos de 4O milhões de dólares. Isso vai trazer sem dúvida uma nova roupagem, uma nova cara para nossa cidade”, comemorou a líder de Alan Guedes na Câmara.

Outro patamar

O Fonplata é um Banco Multilateral de Desenvolvimento formado por cinco países — Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai —, cuja principal missão é apoiar a integração dos países-membros para consolidar um desenvolvimento harmônico e inclusivo, mediante operações de crédito e recursos não reembolsáveis do setor público.

Segundo o prefeito, a importância desse investimento coloca o município em outro patamar de crescimento e sustentabilidade municipal. Com novos recursos, Dourados poderá desenvolver obras nas áreas de saneamento urbano, meio ambiente, mobilidade urbana, fortalecimento institucional e infraestrutura administrativa.

“Queremos dar um salto na qualidade estrutural e também de preservação ambiental da cidade com o Programa de Desenvolvimento de Dourados. Esse investimento internacional só será viabilizado graças ao trabalho de base dos últimos meses em que o município conseguiu recuperar o nome e a credibilidade no mercado por meio do Capag”, destaca o prefeito Alan Guedes.

Jornal Midiamax