Política

Deputado pede estudo para incluir carne suína no cardápio dos presídios e escolas públicas de MS

Medida é para incentivar e fortalecer a cadeia produtiva da suinocultura no Estado

Renata Volpe Publicado em 23/09/2021, às 11h15

Deputado Renato Câmara é coordenador-Presidente da Frente Parlamentar da Suinocultura
Deputado Renato Câmara é coordenador-Presidente da Frente Parlamentar da Suinocultura - Divulgação, Arquivo

Indicação encaminhada pelo deputado estadual Renato Câmara (MDB), pede a inclusão da carne suína no cardápio das escolas estaduais e presídios de Mato Grosso do Sul. A medida é para incentivar e fortalecer a cadeia produtiva da suinocultura no Estado.

De acordo com o documento protocolado na Alems (Assembleia Legislativa), a indicação foi feita em nome dos suinocultores do Estado. Eles pedem a realização de estudos para a inclusão da carne suína na dieta diária dos presídios e escolas públicas de Mato Grosso do Sul.

Segundo a indicação, a medida pretende melhorar a qualidade da alimentação oferecida aos estudantes das escolas públicas e detentos — cabe destacar que a carne suína é rica em proteínas, fonte de diversas vitaminas, sais minerais e possui alto valor energético. Além disso, vai incentivar e fortalecer a cadeia produtiva da suinocultura do Estado. 

A Assumas (Associação Sul-mato-grossense de Suinocultores) ainda se coloca à disposição para realizar treinamentos de manipulação e preparação das receitas online com profissionais de gastronomia e nutricionistas de nível internacional. 

A indicação foi encaminhada ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB), à secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, ao secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira e ao diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves. 

Renato Câmara é coordenador-presidente da Frente Parlamentar da Suinocultura.

Jornal Midiamax