Política

Deputado federal de MS diz que Bolsonaro não pode alegar que governo não tem corrupção

Dagoberto Nogueira lista denúncias para colocar em dúvida a ética do governo federal

Marcelo Nantes Publicado em 06/10/2021, às 16h38

Deputado Dagoberto Nogueira durante sessão na Câmara dos Deputados
Deputado Dagoberto Nogueira durante sessão na Câmara dos Deputados - Divulgação PDT

O deputado federal sul-mato-grossense Dagoberto Nogueira (PDT) utilizou uma das contas nas redes sociais para colocar em dúvida a lisura ética do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Para o pedetista, há sete episódios denunciados nos últimos dois anos e oito meses que podem servir de apoio à afirmação de que o atual governo federal “é corrupto”.

Ele cita as denúncias contra o Ministério da Saúde surgidas na CPI da Pandemia; contra os ex-ministros do Turismo Marcelo Álvaro Antônio e do Meio Ambiente Ricardo Salles; o depósito de R$ 89 mil feito pelo ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro; a doação para campanha eleitoral do atual ministro do Trabalho e Previdência Social, Onyx Lorenzoni; e as investigações que envolvem os filhos do presidente Flávio e Carlos Bolsonaro, suspeitos de organizar esquemas de arrecadação nos respectivos gabinetes parlamentares. 

O deputado não deixou de citar, ainda, a recente denúncia contra o ministro da Economia, Paulo Guedes, que movimenta recursos numa conta no exterior.

Jornal Midiamax