Política

Débitos com Imasul, Iagro e Fundersul devem entrar no Refis, diz Reinaldo

Projeto de lei deve ser encaminhado na segunda semana de dezembro, à Alems

Renata Volpe Publicado em 01/12/2021, às 12h21

None

Devem entrar no Refis (Programa de Incentivo à Regularização Fiscal) débitos com Imasul (Instituto de Meio Ambiente, Iagro (Agência de Inspeção e Defesa Agropecuária) e Fundersul (Fundo de Desenvolvimento Rural), conforme anunciado nesta quarta-feira (1º) pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB).

Segundo Reinaldo, o governo recebeu grande demanda para realização do Refis, devido à pandemia da Covid-19 e às dificuldades econômicas.

Ele ainda explicou que deve entrar também, débitos do ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços). “Na questão do ICMS, precisamos da validação do Confaz, então teremos todos os tributos até julho de 2021, com possibilidade de ser negociado em condições mais favoráveis”.

Conforme Reinaldo, foi pedido ainda o enquadramento de dívidas com Imasul, Fundersul e Iagro. “Fizemos todo estudo desses débitos e semana que vem vamos protocolar o projeto do Refis para dar condições mais favoráveis e poder saldar débitos”.

Jornal Midiamax