Política

Câmara de Dourados pede ajuda da bancada estadual para rever toque de recolher

Os vereadores de Dourados, cidade que segue as orientações previstas no decreto estadual que estabeleceu toque de recolher a partir das 20h, realizou na sexta-feira (19) uma reunião com deputados estaduais que representam a cidade na Assembleia Legislativa. Segundo a Câmara, o encontro teve o objetivo de analisar os impactos sociais e econômicos provocados pelo […]

Marcos Morandi Publicado em 20/03/2021, às 09h27

Presidente da Câmara defende mudança no decreto estadual.(Foto: Valdenir Rodrigues)
Presidente da Câmara defende mudança no decreto estadual.(Foto: Valdenir Rodrigues) - Presidente da Câmara defende mudança no decreto estadual.(Foto: Valdenir Rodrigues)

Os vereadores de Dourados, cidade que segue as orientações previstas no decreto estadual que estabeleceu toque de recolher a partir das 20h, realizou na sexta-feira (19) uma reunião com deputados estaduais que representam a cidade na Assembleia Legislativa.

Segundo a Câmara, o encontro teve o objetivo de analisar os impactos sociais e econômicos provocados pelo medida estabelecida pelo Governo do Estado e debater a adoção de um plano de fiscalização mais amplo para o enfrentamento a Covid-19 em Dourados.

A reunião contou com a participação do deputado estadual Renato Câmara (MDB). Já os deputados Zé Teixeira (DEM) e Neno Razuk (PTB) foram representados pelos assessores parlamentares Noemir Felipetto e Júnior Rodrigues, respectivamente.

Conforme o presidente da Câmara, Laudir Munaretto (MDB), o agravamento da pandemia exige a união das forças políticas para a construção de medidas que possam amenizar os efeitos devastadores provocados pela Covid-19 em Dourados e no Mato Grosso do Sul.

O emedebista destacou que, além da gravidade da questão sanitária, é preciso um olhar atento para as atividades econômicas impactadas pelas medidas restritivas adotadas pelo Estado e município.

“A reunião foi muito produtiva e tivemos sugestões bastante interessantes que vão ser levadas à Prefeitura de Dourados e ao governo do Estado. Infelizmente, a pandemia tem feito vítimas de todos os lados”, ressaltou o presidente da Câmara, Laudir Munaretto (MDB).

Além do agravamento do número de casos e do colapso no sistema de saúde, ele diz que a cidade tem convivido de perto com famílias passando por dificuldades, pelo fato do trabalhador estar impedido de exercer sua atividade.

“Precisamos unir forças para repensar a questão do toque de recolher às 20h, das restrições estabelecidas em decretos e também para adotarmos novas medidas que possam auxiliar o município nas ações de fiscalização e na organização do comércio local. A conscientização é o caminho para tentar frear essa pandemia enquanto não tivermos vacina para todos”, enfatizou Munaretto.

Já o deputado Renato Câmara também defendeu o diálogo e a troca de ideias como ações fundamentais na busca de soluções para enfrentar a pandemia. “Não existe fórmula mágica. A vacina é o único caminho para resolver a essa crise sem precedentes. Infelizmente, a vacinação não avança no ritmo que todos desejamos, afirmou o parlamentar.

Jornal Midiamax