Política

Sem fiscais dos partidos, TRE-MS começa a carregar nome e número dos candidatos nas urnas

Processo de geração de mídias nas 7,1 mil urnas eletrônicas do Estado deve se estender até sábado (31) na sede do TRE-MS.

Jones Mário Publicado em 28/10/2020, às 17h20 - Atualizado em 29/10/2020, às 08h16

Ilustrativa (Foto: Leonardo de França/Midiamax)
Ilustrativa (Foto: Leonardo de França/Midiamax) - Ilustrativa (Foto: Leonardo de França/Midiamax)

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) começou, na tarde de hoje (28), a carregar as urnas eletrônicas de Mato Grosso do Sul com as informações dos candidatos e eleitores. Apesar de convidados, os fiscais de partidos e coligações não foram até a sede do tribunal, no Parque dos Poderes, para acompanhar o ato.

Somente em Campo Grande são 18.979 mídias. O carregamento gera dados oficiais como o sistema de votação, nome, número e foto dos candidatos, bem como os dados dos eleitores de cada seção. O procedimento só é possível a partir do fim do prazo para registro de candidatos. 

O juiz José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, presidente da Comissão de Geração de Mídias do TRE-MS, abriu o primeiro envelope para cadastramento de mídia. O magistrado parabenizou os servidores do tribunal. Pelo menos 15 funcionários trabalham no carregamento dos dados nas urnas.

Sem fiscais dos partidos, TRE-MS começa a carregar nome e número dos candidatos nas urnas
Juiz José Henrique de Carvalho e Silva, presidente da Comissão de Geração de Mídias do TRE-MS (Foto: Leonardo de França/Midiamax)

“As pessoas podem ficar tranquilas em relação a fraudes”, disse Carvalho e Silva. Fiscais dos partidos e coligações têm até sábado (31) para conferir a geração das mídias no TRE-MS, mas, segundo o juiz, o trabalho pode terminar antes. A OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil) também foi convidada a vistoriar o serviço.

O procedimento é feito em área anexa ao tribunal. Depois de carregadas, as urnas são levadas de volta para a sede.

De acordo com o TRE-MS, 7.101 urnas são preparadas em Mato Grosso do Sul para estas eleições, além de 996 reservas. Somente em Campo Grande serão 1.911 equipamentos eletrônicos, com 67 reservas.

Jornal Midiamax