Política

Renato Câmara não descarta candidatura em Dourados, mas diz que momento requer prudência

Um dos protagonistas na última disputa eleitoral pelo comando da prefeitura de Dourados, o deputado estadual Renato Câmara (MDB) preferiu manter mistério sobre sua candidatura à sucessão de Délia Razuk (PTB) nas próximas eleições. Entretanto, admitiu que,  com a desistência do colega Marçal Filho,  o leque de possibilidades no município ficou aberto. Ao Midiamax, o […]

Marcos Morandi Publicado em 21/07/2020, às 11h51 - Atualizado às 13h20

Deputado emedebista, em vista à Câmara de vereadores de Dourados. (Foto: Marcos Morandi).
Deputado emedebista, em vista à Câmara de vereadores de Dourados. (Foto: Marcos Morandi). - Deputado emedebista, em vista à Câmara de vereadores de Dourados. (Foto: Marcos Morandi).

Um dos protagonistas na última disputa eleitoral pelo comando da prefeitura de Dourados, o deputado estadual Renato Câmara (MDB) preferiu manter mistério sobre sua candidatura à sucessão de Délia Razuk (PTB) nas próximas eleições. Entretanto, admitiu que,  com a desistência do colega Marçal Filho,  o leque de possibilidades no município ficou aberto.

Ao Midiamax, o deputado do MDB afirmou que tem discutido uma possível pré-candidatura dentro do partido e que o grupo político na cidade, que conta com quatro vereadores, é um bloco forte e atuante e que esse assunto precisa ser bem avaliado com prudência e responsabilidade.

“Tem existido uma cobrança em relação a essa pré-candidatura. E eu tenho falado para eles que diante das circunstâncias do coronavírus e diante dessa crise, tenho me dedicado muito enquanto mandato para buscar saídas e alternativas em relação à pandemia e esse tem sido o meu foco nesse momento”, afirmou o parlamentar.

Segundo Renato, diante do cenário atual,  essa decisão foi postergada para mais adiante, mas mesmo assim, não tem se negado a dialogar sobre uma eventual pré-candidatura. “Temos feito várias conversas no sentido de não ser nenhum tipo de projeto individual, egoísta ou exclusivo de um candidato, mas que possa essa construção passar pela confluência de ideias de outros pré-candidatos”, pondera.

O deputado emedebista avalia que Dourados não quer uma disputa que possa ter danos à população, que espera que os futuros pré-candidatos possam ter um entendimento de projetos para poder apresentar para a população.

“Os douradenses estão muitos sofridos e ao mesmo tempo muito apreensivos em relação a tudo que está acontecendo, tanto no campo da saúde, como no campo econômico. E a política acaba sendo a última opção que a pessoa vê nesse momento”, pondera Renato.

Ele entretanto, volta a ressaltar que prefere “postergar essa decisão até o momento das convenções partidárias” e que tem aproveitado esse tempo para ouvir as propostas de quem já se colocou como pré-candidato.

“Tenho  conversado com o Alan Guedes, com a Daniela Hall e também tenho conversado com deputado Barbosinha e também tenho discutido com os nossos vereadores. São todos cenários que estão em aberto”, explica Renato Câmara, que esteve na Câmara de Vereadores, durante a visita da senadora Simone Tebet na noite desta segunda-feira (20).

Jornal Midiamax