Política

De saída, vereadores lembram mandato e dizem que trabalho foi cumprido

Agradecimento, lembrança sobre o mandato e boas-vindas aos novos vereadores. Este foi o clima da sessão desta terça-feira (22) na Câmara Municipal de Campo Grande. Dos 29, 17 parlamentares não estarão mais na Casa de Leis nos próximos quatro anos, seja por não terem sido reeleitos ou porque disputaram outros cargos no pleito eleitoral de […]

Mayara Bueno Publicado em 22/12/2020, às 12h08 - Atualizado às 13h27

None

Agradecimento, lembrança sobre o mandato e boas-vindas aos novos vereadores. Este foi o clima da sessão desta terça-feira (22) na Câmara Municipal de Campo Grande.

Dos 29, 17 parlamentares não estarão mais na Casa de Leis nos próximos quatro anos, seja por não terem sido reeleitos ou porque disputaram outros cargos no pleito eleitoral de 2020.

“Me sinto muito honrado. Deus nos deu o privilégio de ser vereador”, agradeceu Jeremias Flores, do Avante.

Wellington de Oliveira (PSDB) citou os mais de 200 projetos de leis apresentados, requerimentos e ofícios, ressaltando que deixa, além do trabalho, amigos na Casa de Leis.

André Salineiro (Avante) não disputou reeleição, mas tentou cargo de vice-prefeito. Mais votado em 2016, o parlamentar disse que entrou de cabeça erguida e assim sairá. “Saio ciente de que fiz o possível para honrar os votos que recebi”.

“Cumpri meu mandato, deixei meu legado. Nasci, cresci e me formei em Campo Grande”, afirmou Wilson Sami (MDB), citando propostas de leis aprovadas na cidade.

Cazuza (PP) disse que, no decorrer de seus mandatos, percebeu que sempre é possível trabalhar em prol de uma vida melhor e citou que sua história na Casa de Leis é de conquista e lealdade.

“Nós, quando assumimos o primeiro mandato, falamos que vamos resolver tudo. Fui aprendendo que, aqui, é um coletivo, dependemos um do outro, até da discordância do outro”, afirmou o vereador Chiquinho Telles (PSD), que se despede da Casa de Leis.

Veterinário Francisco (PSB) recitou trecho bíblico que fala ‘que há tempo para tudo’. “Chegou ao fim o meu tempo aqui. Chegamos com muitos sonhos, alguns nós conseguimos realizar. Outros deixamos para outras pessoas realizarem”.

Eduardo Romero (Rede) agradeceu a oportunidade e disse que sente orgulho com o trabalho desenvolvido na Casa de Leis. “Essa legislação fez o melhor. Não foi fácil conviver com ano de pandemia. Àqueles que continuam, lembrem-se, a cidade não é de recortes, é de todos nós, com todos nós”.

Agradecendo a sua equipe, família e Deus, Júnior Longo (PSDB) se despediu dos colegas desejando que tempos melhores cheguem. “Costumo dizer, sou fiel a Deus, e Ele sabe das coisas”.

Jornal Midiamax