Política

Com alto grau de coronavírus, Iguatemi fecha até mercados aos finais de semana

Em decreto, a Prefeitura de Iguatemi proibiu a abertura de uma série de atividades comerciais no domingo, devido a pandemia do coronavírus.

Dândara Genelhú Publicado em 16/07/2020, às 17h37 - Atualizado em 17/07/2020, às 07h39

Prefeitura de Iguatemi. Foto: Reprodução.
Prefeitura de Iguatemi. Foto: Reprodução. - Prefeitura de Iguatemi. Foto: Reprodução.

Considerada com alto grau de risco de coronavírus, Iguatemi adotou novas medidas de enfrentamento a pandemia. Em decreto, a Prefeitura Municipal proibiu a abertura de uma série de atividades comerciais no domingo. Assim, até mercados e supermercados foram proibidos de funcionar.

A cidade recebeu bandeira vermelha por pesquisa do Prosseguir, divulgada pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), nesta quinta-feira (16). De acordo com a publicação do Assomasul (Diário Oficial dos Municípios de Mato Grosso do Sul), as medidas adotadas pelo município são válidas até 31 de julho.

Então, nos próximos dois domingos, foi proibida a abertura de bares, lanchonetes, restaurantes, quiosques, padarias, confeitarias, sorveterias, pizzarias, pastelarias, hamburguerias, lojas de conveniência, trailers, praças, vendedores ambulantes em geral, feiras livres. Bem como “supermercados, padarias e afins, restringindo-se o funcionamento
apenas de postos de combustíveis e farmácias”.

Além desta medida, a gestão proibiu o consumo local em qualquer tipo de comércio. É liberada a consumação apenas e exclusivamente das 11h às 14h. Durante o período permitido, é vedado o consumo de bebidas alcoólicas.

Assim, os estabelecimentos “poderão funcionar no sistema de pegue-leve até às 22h e delivery até às 00h”. Por fim, a gestão ressalta que para os ‘furões da quarentena’, podem ser aplicadas multas de R$ 150 a R$ 5 mil.

Poderão receber a penalização pessoas que descumprirem o período de isolamento, definido após assinatura de termo junto a Unidade Sentinela. Pessoas que causarem aglomerações, com festas ou reuniões, também estarão sujeitas às multas, que variam de acordo com a gravidade identificada pelas equipes de fiscalização.

Jornal Midiamax