Política

Com 65 prefeitos aptos à reeleição, confira pré-candidaturas já anunciadas em MS

Com 65 prefeitos aptos a disputarem a reeleição em Mato Grosso do Sul, alguns já se anteciparam lançando seus nomes na disputa como pré-candidatos desde o início do ano eleitoral. Apesar de grande parte ainda aguardar os efeitos da a pandemia do novo coronavírus enfraquecerem para se lançarem oficialmente na disputa, entre os oponentes já […]

Danúbia Burema Publicado em 08/06/2020, às 18h21 - Atualizado em 19/07/2020, às 20h26

(Divulgação)
(Divulgação) - (Divulgação)

Com 65 prefeitos aptos a disputarem a reeleição em Mato Grosso do Sul, alguns já se anteciparam lançando seus nomes na disputa como pré-candidatos desde o início do ano eleitoral. Apesar de grande parte ainda aguardar os efeitos da a pandemia do novo coronavírus enfraquecerem para se lançarem oficialmente na disputa, entre os oponentes já é grande a movimentação das pré-campanhas, que correm soltas principalmente nas redes sociais.

Na Capital e nas grandes cidades como Dourados, Corumbá e Três Lagoas, os nomes dos pretensos candidatos vem sendo listados desde o mês de janeiro. Com  a proximidade das convenções, municípios menores como Corguinho, Batayporã, Sonora, Bataguassu, Amambai, Coxim, Bonito e Bodoquena também saíram na frente anunciando seus prováveis concorrentes para a disputa.

Apesar do cenário poder mudar quando tiverem início as eleições internas dos partidos – que segundo o calendário eleitoral do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) devem iniciar em 20 de julho e precisam ser concluídas até 5 de agosto – levantamento feito pelo Jornal Midiamax traz alguns dos nomes já ventilados nas cidades do interior de MS:

Batayporã: Administrando o município há mais de três décadas, o MDB promete ter na terça-feira (9) definição sobre quem será seu nome na disputa. No páreo, estão o atual prefeito Jorge Takahashi (MDB) e o ex-prefeito Edson Ibrahim (MDB). Este último administrou de 2008 a 2012, mas acabou desistindo da reeleição. Segundo o site Nova News, Ibrahim tem feito intensa articulação junto a lideranças para ser o indicado a encabeçar a chapa. A briga principal na cidade permanece, por enquanto, protagonizada pelos emedebistas.

Sonora: Pelo menos três nomes já figuram como pré-candidatos, conforme listou o Idest. Além do atual prefeito Enelto Ramos, que trocou o MDB pelos Democratas, são aventados os nomes do presidente da Câmara, Raphael de Lemos Zauchin (MDB), e do vereador Ezequiel Reginaldo dos Santos que seria uma terceira via.

Bodoquena: Além do atual prefeito tucano Kazuo Horii (PSDB), outros seis nomes foram ventilados junto à população e inclusive passaram a figurar em pesquisas de intenção de votos. Dentre eles, o mais conhecido é o do ex-prefeito Jun It Hada (MDB).

Bonito: O prefeito Odilson Arruda (PSD) deve disputar contra o próprio vice Zé Arthur (MDB). O ex-secretário de Saúde Dr. Laércio também já manifestou interesse na disputa, que promete ser acirrada contando ainda com diversas outras lideranças da região.

Coxim: Mais de 10 nomes chegaram a ser discutidos para a disputa, após decisão judicial pelo afastamento do prefeito Aluízio São José (PSB), que permanece no cargo em seu segundo mandato. Mas, com a proximidade das convenções o cenário foi afunilando. Permanecem interessados e atenderam a convite do Edição MS para rodadas de entrevistas Carlão da Triângulo (PSD), Edilson Magro (DEM), Edvaldo Bezerra (MDB), Flávio Dias (PSDB), Pedro Ronny (PTB) e Vladimir Ferreira (PT).

Bataguassu: Com o segundo mandato do prefeito Pedro Arlei Caravina (PSDB), o nome do vice Akira Otsubo (MDB) vem sendo cotado para a sucessão. Mas, os tucanos não devem entregar o cargo tão fácil e a secretária de Assistência Social Regina Dovale (PSDB) é apontada como opção, mas ainda terá que enfrentar outros dois nomes em disputa interna do partido. Além deles, o ex-vereador Kotai (PT) tem anunciado disposição em concorrer novamente.

Ribas do Rio Pardo: Além do atual prefeito Paulo Tucura, que deixou o MDB para integrar os quadros do DEM, a Rádio 90FM listou outros sete pré-candidatos que na cidade têm manifestado a pretensão de disputar. Dentre eles está o vereadora Fabiana Galvão e do ex-vice-prefeito João Alfredo Danieze (PSOL). Candidato a prefeito de Ribas do Rio Pardo em 2016, o médico veterinário João Ricardo Azevedo Pegolo, o João Pegolo (PEN), também promete participar da disputa.

Corguinho: Além da prefeita Marcela Ribeiro Lopes (PSDB), o nome do ex-prefeito Dalton de Souza e de vereadores é cogitado para a disputa. No município, o MDB deverá enfrentar disputa interna antes de definir sua candidatura.
Os nomes destacados foram listados conforme mencionados em seus respectivos municípios, mas permanece aberto o espaço do Jornal Midiamax a todos os demais pré-candidatos que queiram registrar sua participação nessas eleições municipais, com as bandeiras de pré-campanha que defendem e seguindo as normas da legislação eleitoral. Confira a lista divulgada pela Assomasul, no início deste ano, com todos os prefeitos que poderão disputar a reeleição em 2020:

1 – Água Clara, Edvaldo Alves de Queiroz (PDT)

2 – Alcinópolis, Dalmy Crisdostomo da Silva (DEM)

3 – Amambai, Edinaldo Luiz de Melo Bandeira (PSDB)

4 – Anastácio, Nildo Ales de Albres (PSDB)

5 – Anaurilândia, Edson Stefano Takazono (PSDB)

6 – Angélica, Roberto Silva Cavalcanti (DEM)

7 – Antonio João, Márcia Marques (DEM)

8 – Aquidauana, Odilon Ribeiro (PSDB)

9 – Aral Moreira, Alexandrino Arévalo Garcia (PSDB)

10 – Bandeirantes, Álvaro Urt (DEM)

11- Batayporã, Jorge Luiz Takahashi (MDB)

12 – Bela Vista, Reinaldo Miranda Benites (PSDB)

13 – Botoquena, Kazuto Horii (PSDB)

14 – Bonito, Odilson  Arruda Soares (PSDB)

15 – Brasilândia, Antônio de Pádua Thiago (MDB)

16 – Caarapó, André Nezzi (PSDB)

17 – Camapuã, Delano de Oliveira Huber (PSDB)

18 – Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD)

19 – Cassilândia, Jair Boni Gogo (PSDB)

20 – Chapadão do Sul, João Carlos Krug (PSDB)

21 – Corguinho, Marcela Ribeiro Lopes (PSDB)

22 – Coronel Sapucaia, Rudi Paetzold (MDB)

23 – Corumbá, Marcelo Iunes (PSDB)

24 – Deodápolis, Valdir Luiz Sartor (DEM)

25 – Dois Irmãos do Buriti, Edilsom Zandona de Souza (PSDB)

26 – Douradina, Jean Fogaça (PSDB)

27 – Dourados, Délia Razuk (PTB)

28 – Eldorado, Aguinaldo dos Santos (Patriota)

29 – Fátima do Sul, Ilda Machado (PL)

30 – Glória de Dourados, Aristeu Pereira Nantes (Patriota)

31 – Guia Lopes da Laguna, Jair Scapini (PSDB)

32 – Iguatemi, Patrícia Nunes (PSDB)

33 – Inocência, José Arnaldo Ferreira de melo (PSDB)

34 – Itaporã, Marcos Pacco (PSDB)

35 – Japorã, Paulo César Franjotti (PL)

36 – Jaraguari, Edson Rodrigues de Nogueira (PSDB)

37 – Jardim, Guilherme Monteiro (PSDB)

38 – Jateí, Eraldo Jorge Leite (PSDB)

39 – Jutí, Elizangela Martins Biazotti (PSDB)

40 – Ladário, Iranil de Lima Soares (PSDB)

41 – Miranda, Edson Moares de Souza (Patriota)

42 – Mundo Novo, Valdomiro Brischiliari (PL)

43 – Naviraí, José Izauri de Macedo (DEM)

44 – Nioaque, Valdir do Couto (PSDB)

45 – Nova Alvorada do Sul, Arlei Silva Barbosa (MDB)

46 – Nova Andradina, Gilberto Garcia (PL)

47 – Novo Horizonte do Sul, Marcílio Alvaro Benedito (PDT)

48 – Paranaíba, Ronaldo José Severino de Lima (PSDB)

49 – Paranhos, Dirceu Bettoni (PSDB)

50 – Pedro Gomes, Wiliam Luiz Fontoura (DEM)

51 – Ponta Porã, Hélio Peluffo (PSDB)

52 – Porto Murtinho, Derlei João Delevatti (PSDB)

53 –  Ribas do Rio Pardo, Paulo César Lima Silveira (DEM)

54 – Rio Brilhante, Donato Lopes (PSDB)

55 – Rio Negro, Cleidimar da Silva Camargo (PSDB)

56 – Rochedo, Francisco de Paula Ribeiro Júnior (PSDB)

57 – São Gabriel do Oeste, Jeferson Luiz Tomazoni (PSDB)

58 – Selvíria, José Fernando Barbosa dos Santos (PSDB)

59 – Sete Quedas, Francisco Piroli (PSDB)

60 – Sidrolândia, Marcelo Ascoli (PSL)

61 – Sonora, Enelto Ramos da Silva (DEM)

62 – Tacuru, Carlos Pelegrini (MDB)

63 – Terenos, Donizete Barraco (DEM)

64 – Três Lagoas, Ângelo Guerreiro (PSDB)

65 – Vicentina, Marcos Benedetti (PSDB)

Matéria alterada às 15h18 do dia 9/6 para correção de informação sobre a disputa em Ribas do Rio Pardo. 

Jornal Midiamax