Política

Câmara libera do trabalho vereadores e servidores com mais de 60 e em grupo de risco

Em nova resolução, a Câmara Municipal de Campo Grande liberou do trabalho vereadores e servidores com mais de 60 anos, grávidas e outras pessoas que fizeram cirurgias ou estejam em tratamento de saúde. Neste caso, os funcionários terão de apresentar declaração para validar o afastamento. Esta medida complementa a editada em 16 de março, diante […]

Mayara Bueno Publicado em 23/03/2020, às 08h29 - Atualizado às 08h32

Vereadores durante sessão na Casa de Leis. (Izaías Medeiros, Câmara Municipal de Campo Grande, Arquivo).
Vereadores durante sessão na Casa de Leis. (Izaías Medeiros, Câmara Municipal de Campo Grande, Arquivo). - Vereadores durante sessão na Casa de Leis. (Izaías Medeiros, Câmara Municipal de Campo Grande, Arquivo).

Em nova resolução, a Câmara Municipal de Campo Grande liberou do trabalho vereadores e servidores com mais de 60 anos, grávidas e outras pessoas que fizeram cirurgias ou estejam em tratamento de saúde. Neste caso, os funcionários terão de apresentar declaração para validar o afastamento.

Esta medida complementa a editada em 16 de março, diante da pandemia do coronavírus. As sessões ordinárias, que ocorrem às terças e quintas, continuam mantidas, mas sem presença do público e da imprensa.

O ponto eletrônico dos servidores está suspenso, temporariamente. “Considerando que o relógio de ponto biométrico pode ser potencial transmissor do vírus”. Outras normas que foram aplicadas como proibição de sessões solenes e audiências públicas, continuam válidas.

As sessões em plenário seguem somente com os parlamentares e a transmissão delas ocorre na página da Câmara Municipal no Facebook.

Essas ações seguem o que diversas empresas estão fazendo em período de pandemia, no que diz respeito ao trabalho de casa, liberação de quem compõe o grupo de risco e proibir a aglomeração de pessoas. Campo Grande vive desde sábado (21) com ‘toque de recolher’, que determina isolamento e impede a saída às ruas das 22 horas às 5 horas.

Jornal Midiamax