Política

Após Dharleng, MDB também tenta intervir para confirmar impugnação de Delei

Partido quer ingressar como terceiro interessado no recurso interposto pelo candidato do PSD, Delei Pinheiro, que tenta reverter impugnação.

Jones Mário Publicado em 04/12/2020, às 07h46 - Atualizado às 10h49

(Montagem: Arquivo, Izaias Medeiros, Câmara Municipal)
(Montagem: Arquivo, Izaias Medeiros, Câmara Municipal) - (Montagem: Arquivo, Izaias Medeiros, Câmara Municipal)

O MDB (Movimento Democrático Brasileiro) tenta ingressar como terceiro interessado no recurso do candidato a vereador Delei Pinheiro (PSD) ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral). O movimento acompanha o da vereadora Dharleng Campos (MDB), reeleita, mas que corre o risco de perder a vaga caso a impugnação da candidatura de Pinheiro seja revertida na Corte.

Relator dos embargos de declaração contra o acórdão que barrou o registro do concorrente do PSD, o juiz Djailson de Souza expediu intimação, ontem (3). Nela, o magistrado disse que os pedidos de intervenção de Dharleng e do MDB serão julgados pelo colegiado do TRE-MS antes da apreciação do recurso de Delei Pinheiro.

Antes disso, a Procuradoria Regional Eleitoral deve se manifestar sobre as tentativas de intervenção.

Delei teve candidatura indeferida porque não fez o recadastramento biométrico. Ele pediu a revisão da sentença ao TRE-MS sob o argumento de que a biometria não foi exigida neste ano devido à pandemia de novo coronavírus.

Delei Pinheiro fez 3.850 votos nas eleições de 15 de novembro. Por outro lado, Dharleng foi a vereadora eleita com menor desempenho, 1.782 votos, e conseguiu uma cadeira na Câmara pelo quociente partidário.

Caso a impugnação de Pinheiro seja revertida, seus votos passam a ser válidos e vão provocar uma nova totalização dos resultados da eleição. Assim, o PSD pode ganhar mais uma vaga. Em contrapartida, o MDB pode perder sua única cadeira.

Jornal Midiamax