Política

Reinaldo admite que PSDB pode ser comandado por ‘terceira via’

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) admitiu, nesta terça-feira (16), que a presidência estadual do PSDB pode ficar nas mãos de uma “terceira via” e não entre os deputados federais Rose Modesto e Beto Pereira. Encontro entre os três está marcado para a próxima segunda-feira (22). Mais cedo, o deputado Marçal Filho revelou que a disputa […]

Aliny Mary Dias Publicado em 16/04/2019, às 15h50 - Atualizado em 17/04/2019, às 13h04

Governador não compareceu ao evento para anúncio do nome do secretário. Foto. Arquivo
Governador não compareceu ao evento para anúncio do nome do secretário. Foto. Arquivo - Governador não compareceu ao evento para anúncio do nome do secretário. Foto. Arquivo

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) admitiu, nesta terça-feira (16), que a presidência estadual do PSDB pode ficar nas mãos de uma “terceira via” e não entre os deputados federais Rose Modesto e Beto Pereira. Encontro entre os três está marcado para a próxima segunda-feira (22).

Mais cedo, o deputado Marçal Filho revelou que a disputa acirrada entre os dois parlamentares não resultaria em um nome para comandar o diretório estadual.

Em agenda pública nesta tarde, Reinaldo afirmou que na próxima semana se reunirá com Rose e Beto a pedido dos dois. Na conversa, o governador deve buscar um entendimento entre os parlamentares.

“Pode ser um, pode ser outro ou pode ser uma terceira pessoa. Vou esperar essa conversa porque é importante buscar entendimento”, disse.

Ainda segundo Reinaldo, ele não será uma opção para presidir a legenda, diferente do que Sergio de Paula revelou recentemente. “Até porque eu não tenho pretensão de ser o presidente do partido”.

Em relação à terceira via citada pelo governador, não há informações de quem seria o nome cotado para presidir o PSDB.  “Se eles entenderem que achando uma terceira via para aglutinar o partido e evitar muitas vezes uma disputa, eu acho que eles que devem dar esse alinhamento para nós e a gente vai ouvir eles na segunda”.

Jornal Midiamax