Política

Ministro Sergio Moro debate pacote anticrime na CCJ do Senado na quarta

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, participa, na quarta-feira (27), de audiência pública na CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) do Senado Federal, presidido pela senadora sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB). A presença será para debater o Projeto de Lei Anticrime que o ministro encaminhou ao Congresso Nacional neste ano. Ele foi […]

Daiany Albuquerque Publicado em 25/03/2019, às 13h48

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, se reúne para apresentar o Projeto de Lei Anticrime (Foto:Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, se reúne para apresentar o Projeto de Lei Anticrime (Foto:Marcelo Camargo/Agência Brasil) - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, se reúne para apresentar o Projeto de Lei Anticrime (Foto:Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Ministro Sergio Moro debate pacote anticrime na CCJ do Senado na quarta
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, se reúne para apresentar o Projeto de Lei Anticrime (Foto:Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, participa, na quarta-feira (27), de audiência pública na CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) do Senado Federal, presidido pela senadora sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB).

A presença será para debater o Projeto de Lei Anticrime que o ministro encaminhou ao Congresso Nacional neste ano. Ele foi convidado para apresentar as metas e diretrizes da pasta. O convite foi sugerido pelo senador Lasier Martins (Podemos-RS) e aprovado no mês passado pela CCJ.

Na semana passada, o colegiado aprovou um requerimento para ouvir outros setores da sociedade civil sobre o pacote, o que deve ocorrer em outra audiência pública. Serão convidados representantes de instituições como OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Associação de Juízes e Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

De acordo com a senadora Simone Tebet, ainda não há data marcada para que essas audiências aconteçam.

Antes de ser votado pelos senadores, porém, a pauta precisa passar pelas comissões da Câmara Federal e ser aprovado em votação naquela Casa de Leis, para, então, seguir para o Senado. (Com assessoria)

Jornal Midiamax