Política

Membros do PP prometem ir a Brasília após Valdir Gomes anunciar saída

O deputado estadual Evander Vendramini (PP) afirmou nesta terça-feira (26) que os membros do partido não querem que o vereador Valdir Gomes deixe a sigla e prometem ir a Brasília pedir organização da direção em Mato Grosso do Sul. “Não queremos que nem ele e nem ninguém saia. Precisamos de gente nova para que o […]

Evelin Cáceres Publicado em 26/03/2019, às 12h57 - Atualizado às 13h58

Os deputados Gerson Claro (PP), Evander Vendramini (PP), ambos à esquerda da foto, e Felipe Orro (PSDB) (Victor Chileno, ALMS)
Os deputados Gerson Claro (PP), Evander Vendramini (PP), ambos à esquerda da foto, e Felipe Orro (PSDB) (Victor Chileno, ALMS) - Os deputados Gerson Claro (PP), Evander Vendramini (PP), ambos à esquerda da foto, e Felipe Orro (PSDB) (Victor Chileno, ALMS)

O deputado estadual Evander Vendramini (PP) afirmou nesta terça-feira (26) que os membros do partido não querem que o vereador Valdir Gomes deixe a sigla e prometem ir a Brasília pedir organização da direção em Mato Grosso do Sul.

“Não queremos que nem ele e nem ninguém saia. Precisamos de gente nova para que o partido cresça. É igual a time de futebol, tem que ter jogador, senão não tem jogo”, disse o deputado.

O parlamentar anunciou que ele e o deputado Gerson Claro devem ir a Brasília na próxima semana discutir a conjuntura do PP com a nacional, mas nega que a intenção seja tirar o ex-prefeito de Campo Grande Alcides Bernal da presidência regional.

“Não vamos lá para derrubar ninguém, vamos pedir organização do partido no Estado”. Vendramini também destacou que vários membros estariam insatisfeitos com o modo de agir do ex-prefeito.

“O PP diminuiu bastante na última eleição. Tanto eu como o Gerson Claro, que fomos eleitos deputados, não tivemos o apoio que esperávamos do partido. A gente deveria ter eleito um deputado federal, faltou diálogo”, aponta.

O deputado afirma ainda que muitos se sentem excluídos das decisões da presidência regional. “Todo mundo tem que ser ouvido para saber qual vai ser o futuro do partido. Tinha que ter uma reunião, mas essa iniciativa tem que partir da presidência”, diz.

Saída de Valdir Gomes

O vereador Valdir Gomes (PP) anunciou nesta terça-feira (26) que deve deixar o PP, partido comandado pelo ex-prefeito Alcides Bernal em Mato Grosso do Sul, alegando sofrer pressão do líder da sigla.

“Eu iria esperar a janela, mas devido a essa pressão eu vou sair antes. Vou ao TER [Tribunal Regional Eleitoral] fazer uma consulta para ver se me liberam para eu ficar sem partido até a janela. É muita pressão e eu não estou a fim de baixaria”, declarou aos jornalistas.

O parlamentar disse que Bernal teria encaminhado uma solicitação para que ele deixasse o partido, sob a justificativa de que ele estaria desgastando a imagem da sigla.

Jornal Midiamax