Política

Após impasse entre Beto e Rose, PSDB deve confirmar De Paula nesta segunda

A indefinição sobre o futuro presidente regional do PSDB está próxima do fim. O nome de consenso será anunciado às 17h desta segunda-feira (22), na sede do diretório tucano em Campo Grande. Uma reunião na governadoria entre o chefe do Executivo estadual, Reinaldo Azambuja; os deputados federais Rose Modesto e Beto Pereira, e o secretário […]

Richelieu Pereira Publicado em 22/04/2019, às 13h10 - Atualizado às 15h16

Reinaldo Azambuja durante discurso na sede do partido. (Foto: Divulgação/PSDB)
Reinaldo Azambuja durante discurso na sede do partido. (Foto: Divulgação/PSDB) - Reinaldo Azambuja durante discurso na sede do partido. (Foto: Divulgação/PSDB)

A indefinição sobre o futuro presidente regional do PSDB está próxima do fim. O nome de consenso será anunciado às 17h desta segunda-feira (22), na sede do diretório tucano em Campo Grande.

Uma reunião na governadoria entre o chefe do Executivo estadual, Reinaldo Azambuja; os deputados federais Rose Modesto e Beto Pereira, e o secretário Especial de Articulação Política, Sérgio de Paula, selou os termos para o anúncio no fim da tarde de hoje.

“Estão bem avançadas as conversas, mas nós temos uma decisão final às 17 horas lá no partido”, afirmou De Paula ao Jornal Midiamax, após a reunião. Ele, inclusive, é apontado como um dos cogitados para assumir o partido em Mato Grosso do Sul e apaziguar os ânimos.

Segundo De Paula, a decisão passa pelos dois deputados federais envolvidos na disputa e, caso seja o escolhido, diz que não vai decepcionar os correligionários.

Na escolha da terceira via, foram cogitados os nomes do governador, de Sérgio e do secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel. No entanto, Reinaldo descartou a possibilidade de assumir apenas para ser “figurativo” e evitar a disputa entre Beto e Rose.

Já Riedel não é visto como opção pela dificuldade de conduzir a legenda em uma eleição municipal conciliando às atividades da Secretaria de Governo.

Planos

Ao Jornal Midiamax, no último dia 17 de abril, Sérgio De Paula adiantou que pretende procurar as lideranças para tratar das articulações “para atender o novo diretório e a nova comissão executiva, se confirmada a indicação de seu nome. Ele informou que as conversas sobre o entendimento vêm sendo feitas há mais de 60 dias. “Nós vamos buscar esse entendimento, fortalece o partido, as bases”, adiantou.

Segundo ele, a escolha de seu nome seria um processo natural pelo conhecimento das bases e do trabalho feito pelo PSDB. Ele também disse ficar agradecido com as declarações do deputado Marçal Filho de que seria a liderança que mais atua em prol da legenda. “A gente vem construindo o partido há 20 anos, conhece as bases. Eu sou candidato se for dentro de um consenso partidário”, finalizou.

Jornal Midiamax