Política

Após colocar liderança à disposição, Rinaldo reúne bancada tucana na ALMS

Deputado estadual pelo PSDB, Rinaldo Modesto declarou nesta terça-feira (20) que segue à frente da liderança da bancada tucana na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) e reunirá os parlamentares após a sessão para que todos conversem, a fim de ‘alinhar pensamentos’. De acordo com Modesto, após a votação polêmica os membros do […]

Evelin Cáceres Publicado em 20/08/2019, às 10h33 - Atualizado às 10h34

Foto: ALMS
Foto: ALMS - Foto: ALMS

Deputado estadual pelo PSDB, Rinaldo Modesto declarou nesta terça-feira (20) que segue à frente da liderança da bancada tucana na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) e reunirá os parlamentares após a sessão para que todos conversem, a fim de ‘alinhar pensamentos’.

De acordo com Modesto, após a votação polêmica os membros do PSDB na Casa já teriam se reunido algumas vezes, mas que este encontro será realizado para uma avaliação do segundo semestre.

“É uma reunião orgânica da bancada. Atendi a pedido dos colegas e vamos nos reunir. O G10 já fez esse encontro, outras bancadas também. Então vamos conversar”, declarou. Marçal Filho nega que os parlamentares tenham se encontrado para discutir a situação após a votação.

“Pedi para que tivéssemos uma reunião por semana. Precisamos conversar, trocar pensamentos, saber o que acontece”, opinou. Rinaldo disse não ver necessidade da realização do pedido do colega de bancada.

“Todos têm seus compromissos. Uma reunião ordinária por semana poderia atrapalhar”, finalizou.

Cargo

No retorno do recesso parlamentar, Modesto colocou o posto ‘à disposição’ após se reunir com o presidente regional do partido e Secretário Especial de Articulação Política de Reinaldo Azambuja, Sérgio de Paula.

“Coloco meu cargo à disposição dos deputados da bancada. Antes da votação eu expliquei que meu pré nome político é Professor. Fui professor convocado por muitos anos, assim como a minha irmã, a Rose Modesto foi, por 11 anos em Campo Grande. Minha mãe foi. Seria muito difícil eu votar diferente. Os membros do partido aqui na Assembleia devem definir se eu permaneço ou não”, declarou na ocasião.

Apesar das evidências de racha político por conta da proximidade das eleições de 2020, com a declaração já neste ano do governador Reinaldo Azambuja por apoio pessoal ao prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD) apesar de ter no partido a deputada federal Rose Modesto, que foi adversária direta do prefeito nas eleições passadas, Rinaldo nega rusgas dentro da sigla.

Jornal Midiamax