Política

Temer está ‘muito aborrecido’ com prisão de amigos, diz advogado

Amigos do presidente foram presos na Operação Skala

Joaquim Padilha Publicado em 31/03/2018, às 15h35

None

Amigos do presidente foram presos na Operação Skala

O advogado do presidente Michel Temer (MDB), Antônio Cláudio Mariz, disse que o governante está “muito aborrecido” e “constrangido” com a prisão de seus amigos, ocorridas durante a Operação Skala, iniciada pela Polícia Federal na última quinta-feira (29).

Entre os amigos de Temer que foram presos durante as investigações estão o empresário José Yunes, o coronel João Baptista Lima Filho, e o ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi. A declaração do presidente ocorreu durante um almoço nesta sexta-feira (30).

“Um verdadeiro processo kafkiano. O presidente está muito aborrecido com as prisões, constrangido, solidário a todos, homens de idade”, disse Mariz após o almoço, um dia depois das prisões.Temer está 'muito aborrecido' com prisão de amigos, diz advogado

O advogado de Temer, entretanto, nega que o encontro tenha tido o objetivo de discutir estratégias para blindar o presidente Michel Temer da Operação Skala, que prendeu seus amigos por investigações relacionadas ao setor portuário.

“O presidente não foi atingido pela operação, logo não há porque peticionarmos nos autos”, afirmou Mariz, em tom de crítica à imprensa que, segundo ele, tenta “dar a impressão” de que Temer é alvo das investigações.

Jornal Midiamax