Política

Novo ministro da Segurança Pública não será da equipe de Sérgio Cabral

Afirmação partiu de ministro da Justiça, Torquato Jardim

Joaquim Padilha Publicado em 19/02/2018, às 10h18

None

Afirmação partiu de ministro da Justiça, Torquato Jardim

O novo Ministério Extraordinário da Segurança Pública, anunciado no último sábado (17) pelo presidente Michel Temer (MDB), não será comandado por nenhum integrante da equipe do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), preso pelos crimes de corrupção.

O anúncio partiu do ministro da Justiça, Torquato Jardim, neste domingo (18). Um dos cotados em conversas de bastidores do Palácio do Planalto é o secretário de Segurança Pública  do Rio nas gestões de Cabral e Luiz Fernando Pezão (MDB), José Mariano Beltrame.

Jardim deu a declaração após ser questionado sobre o nome de Beltrame como ministro. “[Não vai ser] ninguém da equipe de Sérgio Cabral, né? É recomendação minha”, disse o ministro. Ele afirmou à reportagem do UOL que participa das conversas para escolha do comando da pasta.Novo ministro da Segurança Pública não será da equipe de Sérgio Cabral

O ministro afirma que o nome deve ter vasta experiência na área da segurança pública e reconhecimento político para interlocução com o Congresso Nacional e com os governadores dos Estados.

Com a criação do Ministério Extraordinário, o Ministério da Justiça sofrerá um esvaziamento, perdendo o controle das polícias, incluindo a Polícia Federal, que investiga o presidente Michel Temer em inquéritos como o do porto de Santos.

Jornal Midiamax