Política

Marun sai em defesa de Cristiane: ‘Queriam que ela estivesse de burca?’

Marun foi questionado sobre a postura de Cristiane Brasil 

Diego Alves Publicado em 30/01/2018, às 23h19

None

Marun foi questionado sobre a postura de Cristiane Brasil 

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, ironizou nesta terça-feira (30) as críticas à deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), indicada para o Ministério do Trabalho, após a divulgação de um vídeo no qual ela fala sobre ações que enfrentou na Justiça.Marun sai em defesa de Cristiane: 'Queriam que ela estivesse de burca?'

Em uma gravação que circulou nas redes sociais nesta segunda (29), a deputada falou das ações que enfrentou na Justiça Trabalhista e se defendeu das acusações. Em um barco, ao lado de quatro homens sem camisa, a deputada disse que “todo mundo tem direito de pedir qualquer coisa na Justiça”.

Em entrevista no Palácio do Planalto a jornalistas, Marun foi questionado sobre a postura de Cristiane Brasil no vídeo. O ministro respondeu que a discussão deveria ser a questão jurídica do impedimento da posse de Cristiane, barrada pela Justiça, e não o vídeo em si.

“Muita gente bate bumbo pela liberdade, mas na verdade são uns talibãs enrustidos. [Os críticos] queriam que ela estivesse de burca, eu acho, lá na praia. Praia a gente anda assim. Eu quando vou à praia, não sei vocês, vocês vão de quimono, de burca? Eu quando vou à praia, eu vou de calção de banho”, ironizou o ministro.

Ao comentar o episódio, ele lembrou que deputada não estava “roubando” nas imagens e criticou a imprensa ao dizer que não integra parte de grupos que “fazem esse patrulhamento comportamental tão rígido quanto os senhores e as senhoras fazem”.

“Será que todas as pessoas que andam de lancha no litoral do Rio de Janeiro são amorais ou são imorais?”, indagou. Em outro momento, questionou a uma jornalista: “Você nunca andou de lancha?”.

Para Marun, a discussão central do episódio deveria tratar da decisão do juiz de primeira instância que barrou a posse de Cristiane, contrariando a indicação do presidente Michel Temer.

“O que deveria estar em discussão é o que realmente é grave nesse momento, é o fato de que um juiz de primeira instância estar vilipendiando a Constituição brasileira e isso não foi corrigido. […] Se ela vai à praia de maio, de burca, de saída de banho, não é coisa que me nos interesse”, completou Marun.

O pai de Cristiane Brasil e presidente do PTB, Roberto Jefferson, fez um comentário no Twitter sobre o vídeo da filha nesta terça-feira (30).

De acordo com Jefferson, um dos pivôs do escândalo do mensalão, houve muita “deturpação” em torno do vídeo. Ele ressaltou que havia famílias no barco e crianças passando, mas finalizou dizendo que uma “figura pública” deve ser portar de acordo com o cargo.

“Sobre o vídeo, a repercussão fala por si. Também teve muita deturpação. Eram famílias no barco, havia crianças passando. Dito isso, penso que uma figura pública deve se portar como uma figura pública, e usar ferramentas como Facebook e Instagram apenas em caráter institucional”, afirmou Jefferson.

Jornal Midiamax