Política

Líder do governo diz que atraso em repasse para agentes é culpa da Sesau

.

Ludyney Moura Publicado em 27/03/2018, às 13h01

None

.

Com presença de mais de 200 agentes comunitários de saúde no plenário da Assembleia, o líder do governo na Casa, deputado Rinaldo Modesto (PSDB), explicou que o atraso no repasse do incentivo é resultado da falta de documentação por parte da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Os agentes reclamam que o repasse de um incentivo de R$ 477 está atrasado desde o começo do ano, e pressionam os deputados por uma interlocução com o governo estadual.

Rinaldo frisou que os repasses são feitos até o dia 20 de cada mês, mas só são efetivados aos municípios mediante entrega, por parte das secretarias municipais de saúde, de um relatório contendo informações sobre a atividade de cada agente.

Além da Capital, revelou o tucano, estão em atraso com o relatório os municípios de Corguinho, Terenos, Maracaju, Ribas do Rio Pardo e Nova Alvorada do Sul.

De acordo com o presidente do Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais de Campo Grande), Marcos Tabosa, os agentes querem apoio dos parlamentares na tentativa de cobrar do governo estadual a regularização de um incentivo à categoria que ainda não foi pago em 2018.

Segundo os servidores, o governo estadual faz o repasse mensal de meio salário mínimo (R$ 477) a cerca de 1,2 mil agentes, o que não é feito há pelo menos três meses.

Jornal Midiamax