Política

Virtual candidato ao governo de MS, juiz federal pede aposentadoria

Odilon de Matos receberá aposentadoria com proventos integrais

Midiamax Publicado em 05/10/2017, às 16h29

None

Odilon de Matos receberá aposentadoria com proventos integrais

O juiz federal Odilon de Matos teve a aposentadoria concedida por tempo de serviço com proventos integrais. A confirmação foi dada por meio de nota pública divulgada nesta quinta-feira (5).

Apontado como futuro candidato do PDT ao governo de Mato Grosso do Sul nas eleições do próximo ano, Odilon se aposentou após 55 anos de trabalho. O filho dele, que herdou o mesmo nome do pai, é vereador por aquele partido.

Na nota pública, Odilon relembra a própria trajetória. Filho de lavradores, foi retirante da seca e trabalhou na roça até os 17 anos, sendo alfabetizado em casa. Foi ainda professor, procurador federal, promotor de Justiça, juiz de Direito e juiz federal por 30 anos.

Ficou nacionalmente conhecido por prender traficantes de drogas na fronteira e vive sob forte escolta de policiais federais. A história dele inspirou o filme Em Nome da Lei, de 2016.

No documento divulgado nesta quinta, Odilon afirma que atuou na esfera criminal “com extrema e arriscada dedicação, cativando muitos inimigos no mundo do crime organizado, tanto que com escolta policial ininterrupta há 19 anos (quase 1/3 da vida)”.

“Agradeço a todos os segmentos da sociedade e à imprensa em geral e peço perdão a uma única pessoa: minha esposa Maria Divina, por haver restringido sua liberdade e lhe causado constrangimentos, por conta da escolta policial, também no interior da residência, durante metade de nossa vida conjugal. Sua compreensão foi e será fundamental”, concluiu.

Jornal Midiamax