Política

Servidor que passou propina a ex-ministro Alves tem cargo de R$ 9,4 mil

Servidor teria repassado R$ 600 mil para ex-ministro

Joaquim Padilha Publicado em 29/09/2017, às 11h08

None

Servidor teria repassado R$ 600 mil para ex-ministro

O ex-assessor direto do ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB), Norton Domingues Masera, possui cargo de confiança no antigo Ministério do Turismo, onde Alves era chefe, com salário de R$ 9,4 mil por mês.

Norton foi apontado como um dos “transportadores de propina” de Alves. Segundo depoimento do empresário Lúcio Funaro à Polícia Federal, o ex-assessor teria passado R$ 600 mil ao ex-ministro.

Funaro contou que parte das transferências de propina a Henrique Alves ocorriam por meio de seus assessores. Em planilhas apresentadas por Funaro, o nome “Norton” aparece como tendo sido beneficiado com dois pagamentos.

O primeiro repasse ocorreu em setembro de 2014, quando o ex-assessor recebeu R$ 250 mil. No dia seguinte, ele recebeu mais R$ 350 mil. De acordo com Funaro, ambos os repasses foram feitos em Brasília.Servidor que passou propina a ex-ministro Alves tem cargo de R$ 9,4 mil

Norton trabalhou como secretário parlamentar de Henrique Alves, em 2014 quando ele disputava o governo do Rio Grande do Norte. Quando Alves perdeu as eleições e foi nomeado como ministro do Turismo, em abril de 2015, o secretário o acompanhou, recebendo cargo de assessor.

Segundo relatório da Polícia Federal, Henrique Alves recebeu R$ 6,3 milhões entre 2012 e 2014, em pagamentos de propina. Com o nome de Norton aparecendo nas planilhas de Funaro, o assessor também deverá ser investigado pela PF.

Jornal Midiamax