Política

Sedesc quer incluir Câmara no Codecon para agilizar pedidos de empresários

Secretário pretende diminuir tramitação de projetos

Ludyney Moura Publicado em 07/06/2017, às 13h29

None

Secretário pretende diminuir tramitação de projetos

Para dar agilidade aos projetos de empresas interessados em receber benefícios da Prefeitura por meio do Prodes (Programa de Incentivos para o Desenvolvimento Econômico e Social de Campo Grande), a Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia ) estuda alternativas para incluir a Câmara dos Vereadores no conselho que analisa os pedidos dos empresários.

Segundo o titular da pasta, Luiz Fernando Buainain, a lei que rege o Prodes é de 1999, com uma alteração em 2005. A intenção dele é tornar o Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico), com presença da Câmara, também um órgão deliberativo.Sedesc quer incluir Câmara no Codecon para agilizar pedidos de empresários

“Estamos construindo minuta com propostas de mudanças na lei, também é vontade do prefeito que haja essa atualização”, declarou Luiz Fernando.

O secretário revelou que alguns projetos encaminhados à pasta estavam parados desde 2011, sendo que o tempo ideal, afirma, é de 60 a 90 dias, da apresentação do pedido até execução das propostas.  

Atualmente 14 entidades integram o Codecon, sete estatais e sete privadas, que analisam os pedidos e enviam os projetos para Câmara, que tem até 45 dias para responder, positiva ou negativamente.

Com um vereador integrando o Conselho, Buainain acredita que o tempo de resposta do município para o empresário será bem menor que o praticado atualmente. A intenção é apresentar ao prefeito Marquinhos Trad (PSD) a minuta com mudanças na legislação até o dia 22 de junho. 

Jornal Midiamax