Política

Rede quer Marina Silva como candidata à presidência em 2018

Partido se reuniu em Campo Grande neste sábado

Jessica Benitez Publicado em 08/04/2017, às 17h14

None
_mg_2468.jpg

Partido se reuniu em Campo Grande neste sábado

Em discussão pelo País sobre os rumos que serão tomados para as eleições de 2018, a ex-senadora Heloísa Helena adiantou que o nome a representar trabalhado pela Rede para presidência da República é o da fundadora da sigla, Marina Silva. Durante votação para nova direção do diretório em Mato Grosso do Sul, ocorrida na Câmara Municipal de Campo Grande, os planos para a próxima eleição começaram a ser desenhados.

“Agora é o momento de nos organizarmos como partido neste ano para juntos lançarmos Marina Silva como candidata a presidente da República. Essa é função do diretório estadual e juntos vamos em busca de nosso objetivo”, disse Heloísa durante discurso. Marina disputou o comando do País na eleição de 2014.

Inicialmente ela era candidato a vice ao lado de Eduardo Campos, mas, durante o período eleitoral, ele morreu em acidente de avião.

Diante do cenário trágico, Marina tomou frente da campanha e obteve 21% da preferência pelo eleitorado. Em comparação a 2010, quando ela concorreu ao mesmo cargo, houve aumento de 2 milhões de votos. Isso, levando em consideração que entrou tardiamente na campanha, pois até então era postulante a vice.

“Em vários lugares que vamos, somos cobrados por posicionamentos sobre os temas polêmicos e em discussão em todo o país. A Marina sempre se posiciona, divulga sua opinião sobre os assuntos, mas a mídia não dá espaço para ela. No caso da tragédia de Mariana por exemplo, se ele fosse lá andar na lama iam dizer que estava fazendo política com a tragédia na vida dos outros”, disse Heloísa referindo-se à época da morte de Campos.

Jornal Midiamax