Política

PSDB age para manter nesta terça votação sobre suspensão de Aécio

Tucanos não querem que votação dependa do STF

Joaquim Padilha Publicado em 02/10/2017, às 10h59

None

Tucanos não querem que votação dependa do STF

Integrantes do PSDB se mobilizam para pressionar o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB), a manter para esta terça-feira (3) a votação em plenário que pode barrar a suspensão do senador Aécio Neves (PSDB) do cargo, determinada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) na última terça (26).

Uma articulação de opositores solicitou a Eunício que adie a votação sobre o caso, para depois que o STF julgar uma ação que pode submeter ao congresso as sanções a parlamentares.

Os tucanos se preocupam que, caso a votação do STF, agendada para o dia 11 de outubro, não se conclua na data, a votação sobre o  caso Aécio fique emperrada. Eles passaram o fim de semana tentando garantir apoio de senadores.

No PMDB, o PSDB conta com o apoio do líder do governo no Senado, Romero Jucá, além dos senadores Renan Calheiros e Eduardo Braga. Todos defendem que o Senado vote a sanção a Aécio ainda nesta terça-feira.PSDB age para manter nesta terça votação sobre suspensão de Aécio

Aécio foi condenado ao afastamento das atividades legislativas e recolhimento noturno, como resultado da Operação Patmos, que registrou uma conversa entre o senador tucano e o empresário Joesley Batista, dono da JBS.

No áudio, Aécio pede R$ 2 milhões para pagar um advogado para defende-lo na Lava-Jato. O senador chegou a ser afastado em maio, mas voltou em junho para a Casa, o que foi recorrido pela PGR (Procuradoria-Geral da República).

Jornal Midiamax