Política

Prefeitura tem até dia 1º para provar a MPT que pagou terceirizados

Audiência foi feita nesta manhã

Jessica Benitez Publicado em 27/01/2017, às 14h38

None
marquinhos_trad-_dg_0.jpg

Audiência foi feita nesta manhã

O prefeito de Campo Grande tem até o dia 1º de fevereiro para apresentar ao MPT (Ministério Público do Trabalho) comprovantes do pagamento dos salários e 13º dos terceirizados via Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária e Omep (Organização Mundial Para Educação Pré-Escolar). Em audiência na manhã desta sexta-feira (27), ele explicou que a situação já foi regularizada.

A reunião estava marcada desde o ano passado, quando, segundo Marquinhos, o então chefe do Executivo Alcides Bernal (PP) informou que não havia dinheiro para quitar os valores. O MPT entrou no caso após grupo de funcionários entrar com ação trabalhista.

“Fui lá explicar que os pagamentos foram feitos, já pedi que os responsáveis pelas entidades façam o relatório e levem para o ministério”, disse. Ao todo foram pagos R$ 20 milhões em salários que estavam atrasados e 13º referente a dezembro de 2016.

Jornal Midiamax