Política

Prefeito de Rochedo atende recomendação e exonera filho de secretária

Psicólogo havia sido contratado sem concurso.

Midiamax Publicado em 21/07/2017, às 20h28

None

Psicólogo havia sido contratado sem concurso.

O prefeito Francisco Junior, de Rochedo, atendeu a recomendação do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) e exonerou o servidor contratado sem concurso como psicólogo. O ex-servidor é filho da Secretária Municipal de Assistência Social, Edi Terezinha Theodoro.

Contratado em 2 de janeiro, Geovanny Teodoro da Conceição foi demitido na sexta-feira passada (14). Documento enviado pelo prefeito comprova a rescisão do contrato.

Francisco Junior afirmou que conversou com o promotor Thiago Bionfatti Martins e foi alertado de que a contratação era caracterizada como nepotismo.

O promotor de Justiça considerou que a contratação conferia à administração pública traços de um verdadeiro “negócio de família”, pois, valendo-se do poder, teria favorecido parente da secretária, que é um cargo de confiança de nomeação livre do prefeito. 

“Como a secretária é uma servidora concursada na área de assistência social, achei que não tinha problema, mas quando o promotor me alertou eu exonerei o filho dela”, disse o prefeito.

Junior destacou ainda que o ex-servidor era qualificado para o cargo. Ele estava lotado no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), que é vinculado à secretaria comandada pela mãe.

Jornal Midiamax