Política

PMDB pede que Temer não descarte substituto de Teori ligado a políticos

Partido espera que presidente "suporte pressão pública"

Joaquim Padilha Publicado em 27/01/2017, às 12h53

None
teoritemer.jpg

Partido espera que presidente "suporte pressão pública"

A cúpula do PMDB se reuniu com seu maior representante no Executivo, o presidente Michel Temer, para aconselhá-lo a "suportar a pressão pública" e indicar um nome próximo ao partido para o STF (Supremo Tribunal Federal).

O encontro aconteceu em um jantar na residência do Senador Renan Calheiros (PMDB) na última terça-feira (24). O partido espera que Temer não ceda a opinião pública e indique um nome meramente técnico, segundo apurado pela Folha de S. Paulo.

Também esteve na reunião o senador Romero Jucá (PMDB), que em áudios gravados pelo ex-presidente da Transpreto, Sérgio Machado, afirmou que considerava o ministro Teori Zavascki, morto no último dia 19, um "cara fechado", "burocrata", por não possuir ligações fora do Tribunal.

Também estiveram presentes no jantar o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o secretário de parcerias com a iniciativa privada, Moreira Franco.

Publicamente, o Palácio do Planalto diz buscar um perfil "próximo ao de Teori" para substituir o antigo relator da Operação Lava-Jato no STF. 

De maneira sutil, segundo a Folha, Temer foi lembrado pelos companheiros do partido a não descartar substitutos que tenham ligações com parlamentares, e também que o escolhido deverá ser "sabatinado" pelo Senado.

(sob supervisão de Ludyney Moura)

Jornal Midiamax