Política

Parcelamento de rescisão a terceirizados será definido amanhã, diz Marquinhos

Mais de 2,5 mil esperam pagamento

Aliny Mary Dias Publicado em 08/08/2017, às 20h34

None

Mais de 2,5 mil esperam pagamento

Depois de se reunir com o presidente do TRT-MS (Tribunal Regional do Trabalho), desembargador João de Deus, e com o juiz Renato Miazato, o prefeito Marquinhos Trad afirmou nesta terça-feira (8) que a definição sobre parcelamento de verbas rescisórias que devem ser pagas aos ex-terceirizados das instituições Omep e Seleta só deve sair amanhã (9).

Audiência para encontrar uma solução e resolver o problema que envolve R$ 25 milhões e 2,5 mil ex-funcionários está marcada para às 14 horas desta quarta. O prefeito, representantes jurídicos do município e dos trabalhadores discutirão o caso com o titular da 7ª Vara do Trabalho, Renato Miazato.

Ao fim dos encontros de hoje, o prefeito não quis detalhar o que foi discutido, mas segundo a assessoria de imprensa do município a proposta é quitar o salário de julho, que está em atraso, e parcelas as verbas rescisórias, que por lei devem ser pagar até 10 dias após a demissão.

Parcelamento de rescisão a terceirizados será definido amanhã, diz Marquinhos

Visita 

A primeira reunião em busca de solucionar o problema ocorreu nesta tarde entre o prefeito, o presidente do TRT, comissão de ex-funcionários e o procurador jurídico do município, Alexandre Ávalos.

Em razão do caso já estar sendo analisado na 7ª Vara do Trabalho de Campo Grande, onde corre ação impetrada pelo Senalba-MS (Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional de Mato Grosso do Sul), o prefeito Marquinhos Trad se reúne agora com o juiz Renato Miazato, responsável pela ação.

Jornal Midiamax