Política

Marquinhos discute elevação de receita sem aumento de impostos

Secretários terão como meta a redução de 30% do custeio

Midiamax Publicado em 07/05/2017, às 16h33

None
Foto: Assessoria PMCG

Secretários terão como meta a redução de 30% do custeio

O prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD) se reuniu com seu secretariado na manhã deste domingo (7) para discutir redução de custos e elevação de receita do município sem aumento de impostos. Segundo assessoria da prefeitura, todos os 22 secretários, subsecretários e diretores de autarquias estavam presentes.

Na ocasião, foi acertado que os secretários têm como meta a redução de 30% do custeio e também terão que seguir um plano de ação para cumprir o que foi apresentado pelo governo na campanha à prefeitura, durante o ano passado.

De acordo com a assessoria, os servidores terão uma avaliação do cumprimento das metas e não está descartada, inclusive, a demissão de quem não estiver produzindo o suficiente conforme a análise da prefeitura.

Para que se cumpra o objetivo, uma das sugestões para a economia é a criação de um comitê para monitorar as empresas beneficiadas com incentivos fiscais, averiguando se elas realmente abriram as vagas de emprego prometidas, se já ultrapassaram o tempo de concessão de benefícios e fizeram os investimentos prometidos.

Outra ideia é a contratação de uma empresa para monitorar, em tempo real, gastos com água, sem custo para a prefeitura, visto que a contratação seria paga com um percentual do que foi economizado.

Patrimônio

Na reunião também ficou definido que a prefeitura fará um levantamento do patrimônio inservível para leilão e estudará a adesão ao programa da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para troca de equipamentos velhos, como geladeira e freezer, nas escolas e Ceinfs.

A reunião durou a manhã toda e os secretários apresentaram suas propostas para economizar e garantir a saúde financeira do município.

Foto: Assessoria PMCG

Jornal Midiamax