Política

Juiz aceita denúncia do MPE-MS de improbidade na Coffee Break

Denunciados têm 30 dias para apresentar defesa

Aliny Mary Dias Publicado em 09/06/2017, às 02h00

None

Denunciados têm 30 dias para apresentar defesa

O juiz David de Oliveira Gomes Filho, titular da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, aceitou denúncia do MPE-MS (Ministério Público Estadual) de improbidade administrativa contra 24 pessoas incluídas no relatório final da Operação Coffee Break, que investigou suposta articulação para a cassação do ex-prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP), em 2014.

A denúncia apresentada pelo Ministério Público quer cobrar R$ 25 milhões a título de ‘indenização’ e implica até quem não é servidor público em suposta improbidade administrativa. O juíz deu prazo de 30 dias para que os citados apresentem defesa. Além disso, mandou citação para a Prefeitura de Campo Grande, que também será integrada ao processo.

Juiz aceita denúncia do MPE-MS de improbidade na Coffee Break

Jornal Midiamax