Política

‘Estupidez e desrespeito’, diz Zeca do PT sobre arquivamento de processo contra Aécio

Ex-governador diz que Delcídio foi cassado "por muito menos"

Midiamax Publicado em 06/07/2017, às 20h53

None

Ex-governador diz que Delcídio foi cassado “por muito menos”

O deputado federal e ex-governador de Mato Grosso do Sul Zeca do PT reagiu com indignação a decisão do Conselho de Ética do Senado que, nesta quinta-feira (6), arquivou definitivamente o pedido de cassação do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG). “Uma estupidez, um equívoco, um desrespeito à sociedade”, disse ao Midiamax.

Para ele, o Senado deliberadamente protege o senador tucano. “[Seguindo esses critérios] deveriam devolver o mandato do Delcídio, que por uma questão bem menor foi cassado. Não tem explicação, a não ser proteção de um denunciado”.

No dia 10 de maio de 2016, o Senado cassou o mandato do senador sul-mato-grossense Delcídio do Amaral com 74 votos a favor, 1 abstenção e nenhum contra. Delcídio está inelegível até 2026. Na vaga dele, assumiu o suplente Pedro Chaves (PSC-MS).

Por 11 votos a quatro, o Conselho de Ética confirmou o arquivamento do pedido de cassação de Aécio Neves, alvo de representação por quebra de decoro parlamentar. O presidente licenciado do PSDB não será nem sequer investigado na Casa de Leis pelas gravações entre ele e o dono da JBS, Josley Batista.

Lava Jato

O ex-governador também comentou a redução no orçamento da Polícia Federal que resultou no encerramento da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba. Zeca do PT afirmou que os cortes financeiros foram propositais para esvaziar a operação. “Só se teve direito de investigar no Brasil durante o governo do PT, do Lula e da Dilma”, declarou.

Ainda conforme o petista, amplos setores da política estão apavorados com a possível delação premiada do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ). No entanto, ele acredita que o presidente da República, Michel Temer, irá escapar de um impeachment. “Não acredito [em uma cassação]. Ele está conseguindo esvaziar a Lava Jato e tem muito apoio, comprando deputados com emendas”, disparou.

Jornal Midiamax