Política

Deputados votam proposta de combate a violência obstétrica

Aplicativo contra maus-tratos e política anti-obesidade estão na pauta

Midiamax Publicado em 26/09/2017, às 11h20

None

Aplicativo contra maus-tratos e política anti-obesidade estão na pauta

Deputados estaduais votam, nesta terça-feira (26), propostas de combate a violência obstétrica, maus tratos e programa de prevenção de doenças ocupacionais voltado aos profissionais da educação pública em Mato Grosso do Sul.

Lídio Lopes (PEN) justificou que divulgar a Política Nacional de Atenção Obstétrica e Neonatal se faz necessário para coibir comentários agressivos, xingamentos e ameaças durante o parto. Seu projeto prevê confecção de cartilhas sobre direitos da gestante e parturiente, assim como cartazes que disponham de número de telefone para denúncias.

Grazielle Machado (PR) propõe que aplicativo de celular possa ser aliado contra os maus-tratos as mulheres. Este contaria com equipe de monitoramento responsável por enviar os pedidos a Polícia Militar, podendo a plataforma ser desenvolvida por acadêmicos da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

Enquanto Beto Pereira (PSDB) e Maurício Picarelli (PSDB) ainda possuem propostas pendentes de primeira votação que concedem título de cidadão sul-mato-grossense e instituem política de prevenção a obesidade, respectivamente, Renato Câmara (PMDB) enfrenta a última etapa de votação para ver sancionada ou não política de prevenção de doenças ocupacionais que acometem profissionais da rede estadual de ensino. 

Jornal Midiamax