Política

Com novas comarcas, TJ e Defensoria querem mais R$ 37 milhões para 2018

Orçamento estadual diminuiu para o ano que vem

Ludyney Moura Publicado em 04/07/2017, às 13h43

None

Orçamento estadual diminuiu para o ano que vem

Apesar de prever uma arrecadação menor em 2018 do que a foi em 2017, a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) do governo estadual deve votada na próxima semana, com algumas emendas, entre elas duas que solicitam um repasse maior do duodécimo para TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e Defensoria Pública do Estado.

Segundo o líder do governo na Casa, deputado Rinaldo Modesto (PSDB), o pedido do TJ é de um adicional de R$ 12 milhões, que se justifica, afirma a Corte, pela abertura de novas comarcas em Mato Grosso do Sul.

Este também o mesmo motivo alegado pela Defensoria para solicitar um aumento no repasse do duodécimo de R$ 25 milhões.

Rinaldo destacou que até a próxima semana, a última antes do recesso parlamentar, os deputados devem analisar as emendas apresentadas à LDO.

O documento enviado pelo Executivo à Assembleia prevê uma redução de 0,68% nas receitas de 2018 em relação a 2017. A previsão de receita do governo estadual no ano que vem é de R$ 13,897 bilhões. Em valores reais uma diminuição de R$ 94 mil em relação aos R$ 13,991 bilhões previstos para todo este ano.

Jornal Midiamax