Política

Com apoio de Marun, CPI da Propina quer R$ 500 milhões da JBS para MS

Parlamentares tiveram encontro na Assembleia

Ludyney Moura Publicado em 18/09/2017, às 14h19

None

Parlamentares tiveram encontro na Assembleia

Relator no Congresso Nacional da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito),o deputado federal Carlos Marun (PMDB ) se reuniu com o presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Propina, da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Corrêa (PR).

A intenção dos deputados estaduais é garantir na Justiça o ressarcimento de cerca de R$ 500 milhões da JBS, valor que a empresa teria deixado de recolher com impostos, ao obter benefícios fiscais e não cumprir com os termos da contrapartida.

“A CPI avança no sentido de constatar dano ao Estado na questão tributária. Me comprometi a auxiliar a CPI, fazer com que esse recurso volte aos cofres do Estado para produzir benefícios À nossa gente”, declarou Marun após o encontro com Paulo Corrêa.

O republicano voltou a reclamar do agora ex-Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, que ignorou os pedidos dos deputados estaduais para recebe-los em Brasília.

“Esse intercâmbio de informações nos deixa mais fortes na busca para garantir o ressarcimento aos cofres públicos, em especial a Mato Grosso do Sul, em que contabilizamos danos em torno de R$ 500 milhões. Vamos ao Congresso depor, se necessário, e entregaremos documentos e nossa análise de mais de 100 mil notas, em que constatamos notas repetidas, notas frias e assim colaboramos para um trabalho conjunto”, frisou Paulo Corrêa. 

Jornal Midiamax