Política

Apesar de violência, governador diz que crimes diminuíram na Capital

Governador chamou tragédias de ‘pontuais’

Evelin Cáceres Publicado em 07/08/2017, às 14h26

None

Governador chamou tragédias de ‘pontuais’

Apesar dos crimes recentes que chocaram a população campo-grandense como a morte do ex-vereador Cristóvão Silveira e a sua esposa, além do assassinato da musicista Mayara Amaral, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou nesta segunda-feira (07) que a criminalidade diminuiu na Capital.

“Tivemos questões pontuais de relacionamento. São coisas muito da relação pessoal deles e que a gente lamenta profundamente e espera que não tenham mais crimes bárbaros, que chocam a todos, como esses”, disse.

Crimes

O ex-vereador Cristovão Silveira (PSDB) e a esposa, Fátima Silveira de 56 anos, foram assassinados no último dia 18 de julho em uma chácara na saída para Rochedo, na MS-080. Eles foram mortos a facadas pelo caseiro e parentes.Apesar de violência, governador diz que crimes diminuíram na Capital

Mayara Amaral, musicista de 27 anos, foi encontrada morta no último dia 25 em um matagal em chamas. A jovem foi brutalmente assassinada em um motel após um encontro. À polícia, Luis Alberto Bastos Barbosa disse que teria se encontrado com a jovem e planejado roubá-la. Um outro homem teria acertado Mayara com marteladas na cabeça.

Após a repercussão do caso, o homem tenta mudar a versão do crime de latrocínio, com pena maior, para feminicídio. O preso sustentou em reportagem para uma revista nacional que ele próprio teria matado a jovem após um acesso de raiva. 

Jornal Midiamax