Política

VÍDEO: prefeito atribui indiciamento a ‘intriga da oposição’

Ele e mais cinco pessoas respondem por crimes

Jessica Benitez Publicado em 03/08/2016, às 17h45

None
erney.jpg

Ele e mais cinco pessoas respondem por crimes

O prefeito de Jardim, Erney Cunha (PT), negou que tenha cometido crimes de peculato, contrabando e descaminho assemelhado, falsidade ideológica e associação criminosa, conforme confirmou a Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) nessa terça-feira (2). Em vídeo publicado no Facebook, o petista sustenta que tudo não passa de 'intriga da oposição'.

“Tentaram manchar minha imagem com crimes que não ocorreram. É tudo intriga da oposição que quer manchar meu nome, minha família, minha história. Estou com a consciência tranquila, não vamos deixar essa ambição incontrolável da oposição denigrir nossa imagem”, diz na gravação.

Ele, dois servidores do município de Jardim e três empresários foram indiciados. Todos são acusados de envolvimento em esquema de revenda de pneus apreendidos pela Receita Federal.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Ana Claudia Medina, o indiciamento é decorrente de investigação que teve início em junho deste ano, a partir de denúncias encaminhadas a Deco. As informações resultaram da deflagração da Operação Vulcan, sendo as ações de hoje, pertencentes à segunda fase.

Jornal Midiamax