Política

Vereadora descarta PMDB e disputa prefeitura em outro partido

‘Já é uma decisão tomada’

Midiamax Publicado em 05/02/2016, às 10h58 - Atualizado em 18/07/2020, às 00h37

None
552be4e6b157a8589971e8c8bd00304f5307d7b68cf1e_imayge00007.jpg

‘Já é uma decisão tomada’

A vereadora Délia Razuk (PMDB) confirmou que só aguarda a abertura da janela partidária para se filiar ao PR. A decisão já foi tomada desde o ano passado, mas nos últimos dias alguns boatos levantavam a possibilidade dela permanecer no PMDB para disputar a prefeitura, o que ela descartou.

“Já é uma decisão tomada. Desde o ano passado já conversei com o ex-governador André Puccinelli (PMDB) e disse a ele que não tinha mais condições de ficar. Estou saindo  numa boa e deixando muitos amigos”, declarou.

Sobre a possibilidade de ser candidata pelo PMDB, a vereadora afirma que ninguém conversou com ela sobre  o assunto e brinca que gostaria de ser a candidata de PMDB, mas já na sigla nova: Partido da República.

Délia faz questão de ressaltar que não está saindo do PMDB por causa do deputado Geraldo Resende (PMDB), mas para ter condição de ser candidata a prefeita de Dourados. Com maioria no diretório, Geraldo tem preferência de peemedebistas para a disputa, o que fez Délia e Marçal Filho (PSDB) saírem.

Na última eleição o PMDB chegou a fazer pesquisa com os três, mas depois acabou ignorando todos e apoiando Murilo Zauith (PSB). Além de Délia e Geraldo, Dourados tem Marçal Filho, Barbosinha (PSB) e Dirceu Longhi (PT) como pré-candidatos a prefeito.

Jornal Midiamax