Política

Reinaldo anuncia PPP e diz que não vai ‘vender’ Sanesul

Estado ainda vai avaliar repasses a empresas

Ludyney Moura Publicado em 16/09/2016, às 13h29

None
whatsapp_image_2016-09-16_at_10.09.42.jpeg

Estado ainda vai avaliar repasses a empresas

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou, durante agenda pública na manhã desta sexta-feira (16), que o Estado ainda não definiu os valores a serem repassados para empresas que firmarem PPPs (Parcerias Público-Privadas) com a Sanesul.

“Sempre dissemos que não venderíamos a Sanesul. O que vamos fazer é um aporte de capital de uma empresa privada dentro de uma empresa pública, com duração de 30 anos”, voltou a dizer o governador.

Segundo o tucano, em cerca de 10 anos, a contar da assinatura do contrato, as empresas que firmarem parceria com governo deverão oportunizar universalização do esgotamento nas 68 cidades atendidas pela Sanesul.

O governador garantiu que as obras serão executadas pela Sanesul, que, segundo ele, ‘não será vendida e nem privatizada’.

Reinaldo afirmou ainda que várias empresas se credenciaram para a PPP e quatro foram habilitadas, e em breve participarão de uma reunião no governo para apresentação das PMI (Propostas de Melhor Investimento). A gestão tucana também não definiu quanto cada empresa habilitada receberá do governo. 

Jornal Midiamax