Política

PT enterra candidatura própria para apoiar PMDB em Dourados

Votação apertada definiu pela coligação

Midiamax Publicado em 05/08/2016, às 13h27

None
foto_pt.jpg

Votação apertada definiu pela coligação

A candidatura própria do ex-reitor da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), Damião Duque de Farias, à Prefeitura de Dourados, município a 228 quilômetros de Campo Grande, foi enterrada pelo PT (Partido dos Trabalhadores. Na tarde de quinta-feira (4), uma votação apertada definiu que a sigla deverá dar apoio a candidato de outra legenda.

Dos 117 delegados habilitados para votar que compareceram ao encontro de ontem, 107 definiram os rumos do PT na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, que já governaram com Laerte Tetila de 2001 a 2008. Foram 56 a votos a favor da coligação com outro partido e 50 em defesa da candidatura própria de Damião Duque de Farias. Um único voto foi nulo.

“A decisão política foi tomada ontem. Apertada a votação. A tendência por candidatura própria tinha crescido muito dentro do partido”, explicou ao Jornal Midiamax o presidente da Executiva municipal, vereador Dirceu Longhi.

Segundo o dirigente, nesta sexta-feira (5) deve ser definido oficialmente o apoio a Renato Câmara, pré-candidato do PMDB à sucessão de Murilo Zauith (PSB) na Prefeitura de Dourados.

O apoio aos peemedebistas foi motivado, de acordo com o Longhi, pela possibilidade de compor uma chapa proporcional com espaço para candidatos a vereador.

Jornal Midiamax