Política

No dia do impeachment de Dilma Rousseff, Alex do PT faz seu primeiro comício

Aproximadamente 70 pessoas estiveram presentes

Diego Alves Publicado em 31/08/2016, às 23h50

None
726a03ef-e709-425c-b25b-b8370cdcf5dc.jpg

Aproximadamente 70 pessoas estiveram presentes

O candidato a prefeito Alex do PT fez seu primeiro comício em Campo Grande, coincidentemente no dia em que Dilma Roussef foi afastada da presidência pelo processo de impeachment. Em frente ao terminal do Bairro Moreninhas,  o candidato montou, nesta quarta-feira (31), uma estrutura modesta ,com um pequeno caminhão e caixas de som. Aproximadamente 70 pessoas estiveram presentes.

“Não há, luto há luta”, disse Alex sobre o resultado do impeachment que, segundo ele, já era esperado.  “Sempre teve uma pressão grande que envolveu parcelas do judiciário, empresários, a grande mídia, além de parlamentares que, desde o início do mandato, trabalharam para esse golpe, porque na verdade nunca aceitaram a derrota”.

Ainda segundo Alex, o PT foi ousado em lançar candidatura em Campo Grande. “A crise política não atinge o PT e sim o PMDB  que ficou a frente da prefeitura por 16 anos e não lançou candidatura".

Uma das propostas do petista é a criação de  subprefeituras em locais estratégicos, como no Parque Ayrton Senna e no Laucídio Coelho. “Nosso governo é baseado no modelo participativo, democrático e no diálogo, de forma que traga desenvolvimento econômico para a Capital”.

Também estavam presentes o presidente estadual do partido, Antonio Carlos Biffi, os deputados Amarildo Cruz e Pedro Kemp, além de candidatos a vereador. O deputado Zeca do PT havia confirmado sua presença, porém não compareceu.

Jornal Midiamax