Política

Em caso de queda de Maranhão, deputado que ganhou 12 vezes na loteria assume a Câmara

Fernando Giacobo já foi réu em três casos prescritos STF

Norberto Liberator Publicado em 11/05/2016, às 13h00

None
giacobo1-650x433.jpg

Fernando Giacobo já foi réu em três casos prescritos STF

Caso os pedidos de afastamento do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), sejam aceitos, quem deve assumir o posto interinamente é o deputado Fernando Giacobo (PR-PR) é o primeiro na linha sucessória, que ocupa atualmente o cargo de 2º vice-presidente da Câmara.

Segundo o jornal paranaense Gazeta do Povo, o parlamentar não é investigado na Operação Lava-Jato, ao contrário de Maranhão e de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mas já foi réu em três ações do STF (Supremo Tribunal Federal). Ele respondeu por crimes contra a ordem tributária e falsidade ideológica, além de sequestro e cárcere privado. Todos, atualmente, já estão prescritos.

O periódico paranaense ainda afirma que, em 1997, Giacobo ganhou 12 vezes na loteria, recebendo um total de R$ 134 mil. Na época, ele teria dito em entrevista à Folha de S. Paulo que o fato foi questão de sorte. “Pura sorte. Juro por Deus. Eu sou um cara de muita fé”, teria afirmado o parlamentar ao jornal paulistano.

Jornal Midiamax