Política

Deputada minimiza racha do PR, mas admite que não faz campanha para Rose

Ela diz que apoia o PSDB em alguns municípios

Midiamax Publicado em 20/09/2016, às 15h25

None
grazielle.jpeg

Ela diz que apoia o PSDB em alguns municípios

A deputada estadual Grazielle Machado (PR) admitiu nesta manhã que não está 'ativamente' na campanha de Rose Modesto (PSDB). Ela minimizou o racha no PR que a aliança com os tucanos teria causado, mas lembrou que a decisão de seu partido em Campo Grande foi do presidente municipal da sigla na Capital, Paulo Correa. A candidata tucana tem como vice, Cláudio Mendonça, do PR.

Grazielle admitiu o afastamento da campanha ao comentar rumores de que teria saído oficialmente da campanha de Rose Modesto nesta semana. A deputada explicou que respeita a decisão do partido, mas não está ativamente na campanha da vice-governadora.

“Nós do PR aprendemos que temos que respeitar uns aos outros e sendo assim como o deputado Paulo Correa respeita as decisões tomadas nos municípios que eu represento e eu respeito os que ele cuida. Dessa forma, a decisão de coligar com o PSDB em Campo Grande foi dele e eu fico na minha”, disse a parlamentar.

Ainda de acordo com ela, a escolha do vive foi certa. “Tenho ficado no meu cantinho, pois eu sei onde é meu lugar. A escolha do Cláudio pelo PR foi ótima, pela competência, assim como seira se fosse definido pleo Sérgio Longen”.

A deputada enfatizou também que seu esposo é da chapa da Rose. “Meu esposo Shao é candidato a vereador da chapa da Rose, mas eu não estou opinando e nem participando da campanha dela. Não tem nada a ver com nossos desentendimentos em Fátima do Sul, na qual minha mãe é candidata adversária do PSDB. Eu faço campanha para eles em alguns municípios, mas na Capital não estou ativamente participando”, finalizou Gazielle.

Há alguns meses, a parlamentar fazia parte da base do governador Reinaldo Azambuja na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), mas disse que iria caminhar sozinha e com independência em suas ações. Na época ela se declarou independente e não mais faz parte do bloco de apoio ao governo na casa de leis.

Jornal Midiamax