Política

Depois de série de acusações, candidatos conseguem direito de resposta no 2º bloco

Debate do Jornal Midiamax ocorreu nesta sexta

Jessica Benitez Publicado em 22/10/2016, às 01h57

None
marquinhosdebate3.jpg

Debate do Jornal Midiamax ocorreu nesta sexta

No final do segundo bloco os candidatos à Prefeitura de Campo Grande, deputado estadual Marquinhos Trad (PSD) e vice-governadora Rose Modesto (PSDB), conseguiram direito de resposta sobre acusações feitas ainda na primeira parte do debate. O parlamentar conseguiu um minuto para falar sobre a afirmação da concorrente de que ele foi funcionário fantasma na Assembleia Legislativa.

Ele disse que a perdoa e entende que no calor do momento as pessoas dizem o que não querem. “Ela deve estar arrependida já”, disse. Marquinhos aproveitou para se desculpar sobre o que disse na tribuna da Assembleia Legislativa quando citou ‘conversa de fundo de boate’. Lembrou que no mesmo dia se desculpou.

Rose conseguiu um minuto para se defender da acusação de ter indicado um dos cinco irmão para ser comissionado na Semed (Secretaria Municipal de Educação). Explicou que isso nunca ocorreu.

“Muito menos ordenando despesas”, completou. Também aproveitou para responder aos questionamentos de Marquinhos. Ele afirmou que a tucana se encontrou com o ex-prefeito Gilmar Olarte (sem partido), logo após a cassação de Alcides Bernal em março de 2014.

“Ninguém foi atrás de ninguém. Olarte, Bernal, cada um responde por seus atos. O MP (Ministério Público) fez denúncia e eu não fui denunciada”, finalizou.

Jornal Midiamax