Política

Azambuja afirma que impeachment leva à ‘reconstrução da economia’

Para o governador o processo foi legítimo

Midiamax Publicado em 31/08/2016, às 19h39

None
reinaldo_azambuja_0.jpg

Para o governador o processo foi legítimo

Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) acredita que o impeachment da presidente – hoje, definitivamente afastada – Dilma Rousseff (PT), levará o país à ‘reconstrução da economia e da imagem do país perante o mundo'. O julgamento da presidente chegou ao fim nesta quarta-feira (31) no Senado. Foram 61 votos a favor da cassação do mandato e 20 contrários.

O tucano acredita que a votação no Senado encerrou um debate ‘que deixou o país em uma situação de estagnação’. “Acredito que os tempos serão de reconstrução da economia e principalmente da imagem do país perante o mundo”.

 “Eu espero que agora o país possa avançar com uma pauta positiva de desenvolvimento, crescimento econômico e geração de emprego”, afirmou. Azambuja afirma que o processo foi legítimo.

“O processo de impeachment foi legítimo, não houve golpe e fez parte de um ordenamento jurídico, tanto é que foi conduzido pelo presidente do Supremo Tribunal federal,  ministro Ricardo Lewandowski “, comentou.

Michel Temer (PMDB) já tomou posse como presidente do Brasil e conduz o executivo nacional até 2018. Temer deve viajar ainda nesta quarta para a China, ele participa de um encontro do G20. Quem assume durante a viagem é o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM­RO).

Jornal Midiamax