Política

Vereadores do PMDB ainda permanecem na base de Olarte, mas querem mudanças

PMDB pretende se reunir nos próximos para então decidirem posicionamento

Midiamax Publicado em 23/02/2015, às 17h56

None

PMDB pretende se reunir nos próximos para então decidirem posicionamento

A afirmação de lideranças do partido de que o PMDB, maior bancada da Câmara Municipal de Campo Grande, deveria romper com a administração do prefeito Gilmar Olarte (PP), ainda não é consenso na Casa de Leis.

 Antes disso, os parlamentares querem mudança na gestão do progressista. “Estamos igual à população, ou seja, na expectativa. (Na reunião do diretório estadual) nós vereadores relatamos como está a situação, e ficamos de reavaliar a questão (permanência na base). Temos dado prazo para o Olarte colocar em prática projetos e obras”, afirmou o vereador Vanderlei Cabeludo, líder do partido na Câmara.

Cabeludo revelou que o partido vai convocar uma reunião de Olarte com a bancada para definir a permanência do partido na base.

 “Vou marcar (encontro) pelos próximos dias, no máximo até o fim da próxima semana. Depois vamos tomar uma decisão”, sinalizou.

No entanto, para a presidente municipal da sigla, Carla Stephanini, apesar do clima de insatisfação, muito precisa ser conversado e discutido entre os membros da bancada peemedebista.

“Há um desconforto, a administração não tem tido desempenho à altura do que Campo Grande precisa. Dá tempo de corrigir? Sim, mas isto depende de gestão e percebemos que esta é a dificuldade, além de outra como formação de equipe e andamento das respostas”, pontuou.

A vereadora lembrou ainda que a Prefeitura precisa de planejamento para evitar mais que a sociedade tenha mais dissabores. “Vê-se a questão da educação, dos kits escolares e uniformes que eram para serem entregues às escolas no início do ano. O Executivo precisa não só de boa vontade, mas sim de determinação”, finalizou.

O PMDB tem ainda a presidência da Casa de Leis, com vereador Mario Cesar, e também responde atualmente pela liderança do prefeito na Câmara, cargo ocupado por Edil Albuquerque. Os dois foram procurados pela reportagem, mas não foram encontrados para comentar o assunto até o fechamento desta matéria. 

Jornal Midiamax